Escolha uma Página
Um grupelho reunido sob a alcunha de ‘Aparecidos Políticos‘ está anunciando uma ‘intervenção urbana’ no mausoléu e memorial do Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, em Fortaleza, capital do Ceará.
Memorial Castelo Branco (Fortaleza-CE)
O ato está programado para as 19 h da próxima quarta-feira (5), “em memória aos 101 anos do poeta e guerrilheiro Carlos Marighella, o inimigo público No 1 da Ditadura Militar”.
Deveriam dizer também, inimigo número um da democracia no Brasil, não é mesmo?
Ou então apresentar uma linha – umazinha só – que Marigelha tenha escrito em defesa da restauração da ordem democrática em nosso País.
Esse meliante, hoje incensado, sempre foi um fervoroso admirador de ‘Papa’ Stálin e seus extermínios em massa. Pregava o terrorismo como prática legítima para chegar ao poder e sonhava com a implantação de um regime ditatorial comunista (desculpem a redundância) no País.
Na quarta-feira, eles estarão lá, promovendo um esculacho no mausoléu de um brasileiro decente. E, para não fugir à regra, as Forças Armadas não vão tugir nem mugir.
Afinal, não vale a pena entrar na mira dos esquerdopatas em defesa da memória de alguém que nos livrou de um sistema político que contabiliza cem milhões de mortos mundo afora, não é mesmo?
Skip to content