Escolha uma Página
RIO – O Comando Militar do Leste (CML) abriu esta semana uma licitação para comprar por pregão eletrônico uma série de artigos que incluem desde edredons de casal a bebedouros, frigobar, sanduicheiras, máquinas de lavar, forno de micro-ondas e até aparelhos suficientes para montar uma pequena academia de ginástica. No edital 9. 2012 consta a informação de que o material seria destinado aos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude e Copa das Confederações (2013) e a Copa do Mundo de 2014, além de atender a necessidades de outras repartições militares do Rio. A curiosidade é que o edital não deixa claro o que seria destinado aos grandes eventos ou o dia a dia da burocracia militar. O valor total da compra é estimado em R$ 843,6 mil, e o pregão será realizado dia 19.
Segundo o edital, as mercadorias podem ser entregues na sede do CML (Central do Brasil) ou no centro de gerontologia General Ernani Ayrosa (Petrópolis). Em nota, o CML não detalhou o uso de cada item que está sendo adquirido. O órgão informou apenas que os equipamentos de ginástica seriam destinados aos idosos do Centro de Gerontologia – informação que não constava do edital de concorrência. De acordo com as especificações do edital, o CML pretende adquirir para o Centro de Gerontologia, entre outros artigos, três cadeiras extensoras (com capacidade para suportar até 311 quilos), três leg press e três esteiras elétricas possantes, com velocidade de até 18km/h.
O Ministério da Defesa preferiu não se pronunciar sobre as compras, alegando que o CML tem autonomia para a gestão de seus recursos.
Fontes militares, no entanto, afirmam que, na verdade, o CML pode ter recorrido a um artifício para facilitar a liberação de recursos. Os grandes eventos têm prioridade na liberação de verbas da União. Um exemplo disso ocorreu nos Jogos Pan-Americanos de 2007, quando a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) comprou uniformes e armas para equipar toda a Força Nacional de Segurança, embora nem todos os 6 mil agentes tenham sido empregados no Rio durante o evento. A lista de compras incluiu também dezenas de motos Halley Davidson para equipar a Polícia Rodoviária Federal de todos os estados e não apenas do Rio. Sem contar centenas de carros para a PM e a Polícia Civil dos estados que só foram usados alguns dias no Rio. Essas compras acabaram ajudando a inflar os gastos atribuídos à organização do Pan. A conta chegou a R$ 3,5 bilhões, oito vezes a mais do que havia sido estimado inicialmente pelas autoridades.
A lista de compras do CML é formada por 64 artigos. Na relação de produtos consta, por exemplo, 10 bebedouros de modelos diferentes. Um deles deve contar com nanotecnologia para inibir a proliferação de bactérias. Também estão sendo comprados 10 aparelhos de fax (com agenda para 100 números) e 70 aparelhos de telefone com e sem fio. A lista inclui ainda 50 aparelhos de ar-condicionado de diversos modelos, alguns com 30 mil BTUs;.
A lista inclui ainda 15 cafeteiras elétricas, sendo 5 com capacidade para até 14 litros. Também fazem parte da relação 20 sanduicheiras, dez fornos de micro-ondas e 15 frigobares, alguns com capacidade para 86 litros. O CML também conta com cinco aparadores de grama, 40 ventiladores de diversos modelos e cinco congeladores verticais . Aparecem também três máquinas de lavar louças, cinco aparelhos blue-ray e oito carrinhos de roupa semelhantes aos usados em hotéis.
Boa Informação/montedo.com
Skip to content