Escolha uma Página
EASA e Unicruz promovem seminário de educação
Falar de educação como um todo. Este foi o foco principal do II Seminário de Educação da EASA. Promover a troca de experiências entre as diversas entidades. O evento contou com as presenças da comunidade militar, professores das redes estadual e municipal e foi realizado no Salão Nobre da Escola de Aperfeiçoamento de Sargento de Cruz Alta (EASA). Uma das discussões do dia de ontem (05), foi o tratamento de equoterapia como inclusão social. A professora Vaneza Peranzoni, uma das instrutoras do projeto do Centro de Equoterapia da EASA-Unicruz, destacou a realização desta atividade no processo pedagógico da criança. Salientou ainda, a importância de se trabalhar em equipe desenvolvendo atividades que se complementem entre o fisioterapeuta, o equitador e o médico veterinário que também faz parte desta equipe multidisciplinar.
O major Lincoln Nogueira Andrade, integrante deste grupo, ressaltou a importância do equitador esta presente durante toda a sessão de equoterapia. Este olhar atento do profissional, observando o processo de tratamento e as reações tanto do paciente como a do animal, ajuda na hora buscar estratégias para a realização de mudanças.Salientou também que a escolha dos animais para realizar esta atividade, tem que ser criteriosa, isto por que, precisam de animais mansos e dóceis.
Já a professora Lia Porciúncula Dias da Costa, coordenadora do curso de Fisioterapia abordou a importância do fisioterapeuta saber conduzir o cavalo, para um melhor aproveitamento na hora de trabalhar com o paciente. Esta interação ajuda e traz resultados satisfatórios. Relatou que a partir da atividade é possível se ver melhoras no paciente na parte de coordenação motora, alinhamento postural, equilíbrio, reações de atenção entre outras evoluções demonstradas. De acordo com a fisioterapeuta, os resultados são tão satisfatórios que com quatro ou cinco sessões já é possível perceber evoluções. Hoje o Seminário segue abordando os temas: avaliação e ensino por competência.(Imagens: EASA)
UNICRUZ/montedo.com
Skip to content