Escolha uma Página
Morte de jovem soldado deve ter sido provocada por ciúmes, afirma polícia
Adolescente que efetuou tiros seria ex da atual namorada do soldado morto.
Vítima foi enterrada na tarde desta segunda-feira, em Salvador.
A delegada Claudenice Mayo, que investiga a morte do soldado de 19 anos, ocorrida na tarde de domingo (26), no Dique do Tororó, em Salvador, indica que o crime pode ter sido provocado por ciúmes, segundo relato de testemunha à polícia coletado nesta segunda-feira (27).
O autor dos disparos, um adolescente de 16 anos, seria ex da atual namorada da vítima. Ele foi apreendido em flagrante, no local do crime, encaminhado ao Ministério Público da Bahia e deve ser internado no Centro de Acolhimento Sócio Educativo. “Ele [autor] disse que houve um desentendimento com a vítima e que ele então comprou uma arma para se defender. E no dia de ontem [domingo] ele o encontrou e atirou”, afirma a delegada.
Leia também:

A família contou que a vítima saiu do interior há sete meses para seguir carreira como paraquedista na Aeronáutica. Edinho Lima, pai da vítima, lamenta a morte do filho. “Eu estava conversando com o comandante nesse instante e ele me disse que ele tinha uma carreira brilhante. Ele era muito esforçado e agora meu filho está morto”, diz em meio ao choro.
O corpo do soldado foi enterrado durante a tarde de segunda-feira (27), no cemitério Campo Santo, no bairro Federação. A despedida contou com a presença de família e amigos. Além dele, um outro soldado, de 23 anos, foi baleado no pescoço na mesma ocasião, e permanece internado no Hospital Espanhol.
Skip to content