Escolha uma Página

]

Comento:
Além das costumeiras críticas aos gays, a Dilma Rousseff, a Comissão da Verdade, Bolsonaro falou sobre os baixos salários dos militares, livrando a cara dos comandantes e criticando Amorim. Porém, estranhamente, não disse uma palavra sobre a proposta de audiência pública no Senado Federal, que teve mais de 365.000 apoios.
O discurso é de 12 de junho, portanto, o assunto estava em plena efervescência e já havia sido veiculado na Veja, no Estadão e n’O Dia. Bolsonaro sabia do movimento e, claramente, o ignorou.
Nem uma palavra também sobre o panelaço, cuja organização estava sendo amplamente divulgada e viria a acontecer na abertura da Rio+20, cinco dias depois (17).
Estranhas omissões, estas do deputado. Muito estranhas.
Skip to content