Escolha uma Página
Vândalos destroem estátua de ex-soldado da II Guerra e fundador do grupo de Escoteiros de Itabira
José Sérgio Rosa é filho de Delfino Simões da Costa e nasceu na Comunidade de Formiga, em Senhora do Carmo
FOTO: DIVULGAÇÃO
Itabira (MG) – Provavelmente a marretadas, vândalos destruíram a estátua do ex-combatente da II Guerra Mundial e fundador do grupo de Escoteiro Padre Olímpio, José Sérgio Rosa, em Itabira. O crime aconteceu na comunidade de Campo Gordura, no Distrito de Senhora do Carmo, nessa terça-feira, 17 de julho. O monumento, que homenageava um dos personagens mais importantes da história do distrito, foi jogado dentro de um reservatório de água.
Uma zeladora da Igreja Nossa Senhora das Dores se deparou com a falta da escultura. Ao aproximar-se do ponto de entrada, notou que a coluna de sustentação, confeccionada em granito, tinha sido totalmente destruída. A Polícia Militar foi acionada e registrou a ocorrência.
A escultura foi entronizada na ocasião da festa de Pentecostes, neste ano, em frente à Associação. “Tal atitude de vandalismo feriu a honra dos amigos e moradores das seis comunidades vinculadas a esta Associação, bem como causou uma tamanha tristeza nos membros voluntários ativistas, que doam momentos de suas vidas em prol da igualdade de classe e justiça social. Esperamos que providências sejam tomadas”, diz a Associação, em nota.
x
José Sérgio Rosa
José Sérgio Rosa é filho de Delfino Simões da Costa, nascido em setembro de 1921 na Comunidade de Formiga, em Senhora do Carmo. Oficializou-se em tiro de guerra pelo destacamento do Exército de Viçosa. Foi soldado combatente na II Guerra Mundial. Representou o Brasil na Itália, defendendo os interesses dos países aliados. Junto com outros pracinhas brasileiros, venceu várias batalhas. Após o término da Guerra, foi condecorado no Rio de Janeiro. Retornou para Itabira e fundou o Grupo de Escoteiros Padre Olímpio.
DEFATO ONLINE/montedo.com
Skip to content