Escolha uma Página
O Comando Militar Oeste do Exército fiscalizou 60 empresas localizadas em 43 municípios – parte deles no Nortão e na região de Tangará- durante a operação “Pedreira”, entre os dias 20 a 23. Nove delas foram autuadas por estarem em situação irregular. A operação, destinada a realizar vistorias em locais de desmonte de rochas, pedreiras e empresas terceirizadas na área de responsabilidade da 9ª Região Militar. Não foram fornecidos, pela assessoria, mais detalhes sobre as irregularidades cometidas pelas empresas que estavam comercializando explosivos, que resultaram nas autuações.
Os recorrentes ataques a bancos com as explosões de caixas eletrônicos foram um dos fatores fundamentais para Operação Pedreira. Conforme Só Notícias já informou, o chefe da operação, general Samuel Batista da Silva Ricordi, esteve em Sinop e explicou que o objetivo era fiscalizar a existência de explosivos, materiais químicos e munições irregulares, controlados pelo Exército.
A Operação Pedreira reuniu 86 militares do Comando do Comando Militar do Oeste e da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, além de integrantes dos órgãos de segurança pública de Mato Grosso, que usaram 20 viaturas, três embarcações, e dois helicópteros. A Polícia Civil participou com policiais da Diretoria de Inteligência e Gerência de Operações Especiais (GOE).
Só Notícias/montedo.com
Skip to content