Escolha uma Página
Aluno do Exército é atropelado durante corrida e morre na hora

Diana Gaúna, Mayara Sá
O militar do Exército, Alan Dionízio Ojeda, 19, foi atropelado pelo Ford Fiesta branco, placas NRS – 0839, conduzido por Maria Cristina Correa Fernandes, 26, na manhã de hoje (3). O jovem estava correndo e morreu na hora.
Segundo informações do sargento Fabiano, da Polícia Militar, ainda não é possível saber o que aconteceu exatamente, sem a análise da perícia, uma vez que a cena do crime é “muito vaga”. A motorista que atropelou o jovem passou mal e foi levada – sob custódia – para o posto de saúde do Tiradentes.
O policial explicou que a princípio, como não há marca de frenagem na pista, não é possível saber se Alan estava correndo e foi atravessar a pista ou se estava correndo na própria via. Cerca de 30 metros do local onde o rapaz foi atropelado, há uma placa indicando velocidade máxima permitida de 40 km/hora.
A família de Alan estava no local, inconsolada, pois segundo a avó, ele era um menino “esforçado”. Os familiares disseram que ele estava treinando todos os dias, pois iria participar de uma corrida no Rio de Janeiro no próximo dia 26. A avó contou ainda que Alan passava o dia no exército e à noite cursava faculdade de Direito.
O jovem também estava estudando para fazer a prova de tenente do Exército. O pai dele, que também é militar, está vindo de Jardim – distante a 239 km de Campo Grande.
Já a motorista, que passou mal e foi levada, sob custódia, pela polícia ao Posto de Saúde, deverá passar pelo teste de alcoolemia. O acidente aconteceu por volta das 7h30, na rua Marques de Pombal, no bairro 
Tiradentes.
mídiamax/montedo.com
Skip to content