Escolha uma Página
Estampas do sabonete Eucalol mostram uniformes militares usados por gaúchos no século 19
Fotos: reprodução
Ao eclodir a Guerra do Paraguai (1864 – 1870), o maior conflito armado internacional da América do Sul em todos os tempos, o Império Brasileiro mal alcançava os 10 milhões de habitantes, população 19 vezes menor do que a atual. O Rio Grande do Sul, que contava com cerca de 440 mil almas, mobilizou mais de 33,8 mil homens – ou seja, colocou em armas mais de 7% de seu contingente populacional.
Além do Rio Grande, as províncias que mais mobilizaram forças foram Bahia, Corte (Capital), Rio de Janeiro, Pernambuco e Minas Gerais, com números variando entre 15,2 mil e 6,7 mil combatentes cada um.
Grande parte dos voluntários gaúchos era constituída por imigrantes alemães, com filhos e até netos nascidos no Brasil. A participação dos negros também foi significativa. Os italianos chegariam ao Estado anos após o término da guerra.
(colaborou Lio Bocorny)
Almanaque Gaúcho (ZH)/montedo.com
Skip to content