Escolha uma Página

Mensagem de Esclarecimento
01/03/2012

Com relação à nota publicada na mídia acerca do Manifesto dos Clubes Militares, esclareço que, ao contrário do propagado, já na 357ª Reunião da Comissão Interclubes Militares (CIM), ocorrida em 16 de fevereiro passado, o mencionado documento não havia sido aprovado para divulgação, tendo em vista a prioridade atribuída aos temas “Reequipamento das Forças Armadas e a Reposição Salarial dos Militares”. Na ocasião, foi por mim sugerida a oportunidade de um convite ao Ministro da Defesa para debater o assunto com os três Presidentes dos Clubes Militares ou seu comparecimento a uma das Sedes dos Clubes para abordar o assunto coletivamente com os nossos Associados. Foi, inclusive, por mim formulado convite a um Oficial-General do Comando da Marinha para comparecer à próxima Reunião da CIM com a finalidade de atualizar os membros da Comissão. Com isso, de posse de mais fundamentos, poderá a CIM melhor debater o assunto com o Governo. Dessa forma, na ocasião, o projeto de Manifesto poderia prejudicar nossas tratativas.
Entretanto, sem a autorização dos Presidentes dos Clubes Naval e de Aeronáutica o referido Manifesto foi divulgado, tendo sido, posteriormente cancelado no site do Clube Militar.
Não houve, da parte do Comando da Marinha, em momento algum, a tentativa de cancelar o Manifesto, até porque ele já havia sido rejeitado na CIM, como já fora de seu conhecimento.
Ricardo Antônio da Veiga Cabral
Vice-Almirante
Presidente
Comento:
É tudo com o General Tibau, presidente do Clube Militar. Ele divulgou a nota, por conta e risco,   voltou atrás depois de uma conversa “entre camaradas unidos pelo mesmo ideal” com o comandante do Exército e agora passa pelo vexame de ver-se desautorizado pelo ‘Manifesto à Nação: Eles que venham por aqui não passarão!’, que soma cada vez mais adesões.
General, pede pra sair!
Skip to content