Escolha uma Página
Soldado desaparecido volta para casa em São José dos Campos
Ele estava em uma casa no Parque Meia Lua em Jacareí
Depois de 31 dias, uma boa notícia para uma família de São José dos Campos. Um soldado do exército de Caçapava, que estava desaparecido, voltou para casa. Ele fez contato com os pais, após uma reportagem exibida na noite de terça-feira (31), no Vanguarda TV.
Foi um telefonema que devolveu a paz para a família. Alan era quem estava do outro lado da linha, avisando que voltaria para casa.
“Muito, muito, muito aliviada, pareceu que eu tirei o exército das minhas costas”, diz a mãe do soldado Jocelícia Santos.
O jovem é soldado do quartel de Caçapava. Ele saiu de casa no dia 30 de dezembro dizendo que ia trabalhar e não voltou mais. O caso foi mostrado na terça-feira (31) no Vanguarda TV.
Alan estava morando na casa de uma jovem, em Jacareí. Ela teria se assustado ao ver a foto e o nome dele divulgados na televisão como desaparecido. Segundo o rapaz, foi só por causa disso que ele decidiu reaparecer para a família.
O que todos querem saber, agora, é por que ele fez isso.
“Eu não dormia. Eu não dormia direito. Eu só ficava pensando todo dia no meu pai, sonhava com meu pai, com a minha mãe e não dormia direito não. Não sei /porque não quis entrar em contato/. Foi decisão minha”, diz o soldado Alan Cosme Santos.
Os pais dizem que o filho está até agora transtornado.
“Eu só não quero.. Quero só resolver o que tem que resolver e sair do quartel. Sempre todo mundo respeitou, sempre respeitei todo mundo. Eu só não quero mais estar lá”, conta o soldado Alan Cosme dos Santos.

O novo drama da família é descobrir o que aconteceu para ele decidir se esconder da família.

“A gente espera que não tenha acontecido nada grave com ele e toca a vida pra frente”, diz o pai do soldado Ailton dos Santos
“Seu eu soubesse que a gente ia passar por tudo isso, eu jamais deixaria que ele servisse, eu jamais ia deixar que isso acontecesse. Isso é triste, só quem sente a falta de um filho. Só quem passa o que eu passei é que sabe o que é”, diz a mãe de Alan Jocelícia Santos.
Segundo o comando do exército, o soldado Alan Cosme precisa se apresentar na delegacia de São José dos Campos ou no quartel de Caçapava ainda nesta quarta-feira (1). Ele deve responder por deserção, na Justiça Militar. A pena varia de seis meses a dois anos de prisão.
Enquanto a situação não for resolvida, ele perde todos os direitos civis e fica proibido de, por exemplo, prestar concurso público ou tirar passaporte.
VNews/montedo.com
Skip to content