Escolha uma Página
Defesa Civil estadual dá assistência a famílias desalojadas em Campos
Trinta bombeiros e 30 militares do Exército estão auxiliando na retirada dos moradores de Três Vendas, em Campos, no Norte fluminense. A Defesa Civil do estado montou 250 barracas para acomodar os desabrigados. Cada barraca comporta até seis pessoas. Outros levaram seus pertences para as lajes. Uma escola também foi disponibilizada em Cardoso Moreira para receber parte dos desalojados. A previsão é de que a água chegue ao local por volta das 17h desta quinta-feira (5/1). Cerca de 1,2 mil famílias vivem no bairro – aproximadamente 4 mil pessoas.
Pela manhã, o Governo do Estado enviou duas aeronaves tripuladas por bombeiros para o município de Campos, onde, mais cedo, um dique (barragem para conter a água de rios) se rompeu no bairro Três Vendas. Os bombeiros vão verificar as necessidades do local para que providências possam ser tomadas pela Defesa Civil estadual. O secretário de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, Sérgio Simões, também sobrevoou a região, além das cidades de Cardoso Moreira, que também foi afetada pelo rompimento, e Italva, nas regiões Norte e Noroeste.
A situação do município de Laje do Muriaé, no Noroeste Fluminense, uma das cidades que estavam em estado de emergência depois das enchentes provocadas pelas chuvas que atingem o Estado do Rio nesses primeiros dias do ano, está sob controle. De acordo com a Defesa Civil estadual, o nível da água do Rio Muriaé baixou 1,20 metros e diminuirá 5 cm por hora. A expectativa é de que não haja mais pontos de alagamento na cidade até sexta-feira (6/1), e que seja iniciado o trabalho de limpeza e higienização na região
Na noite da quarta-feira (4/1), em reunião com bombeiros e técnicos da Defesa Civil, foi definida a estratégia do Governo do Estado para a distribuição de ítens alimentícios e água para as famílias da região. Além do caminhão da Secretaria de Assistência Social que chega nesta quinta-feira (5/1) em Itaperuna, mais seis caminhões da Defesa Civil trarão comida e água potável para as vítimas.
Skip to content