Escolha uma Página
Projeto para mudar nome de Avenida Castelo Branco, na Capital, divide opiniões
Hoje chamada de Presidente Castelo Branco, via pode ser rebatizada como Avenida da Legalidade
Avenida Presidente Castelo Branco é o principal corredor de acesso à Capital
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS
Juliana Bublitz
Principal corredor de acesso a Porto Alegre, a Avenida Presidente Castelo Branco, identificada com um dos ícones do regime militar, está no centro de uma tentativa de revisão histórica. Na próxima quarta-feira, vai a votação um projeto que pretende alterar a denominação da via para Avenida da Legalidade.
A mudança é motivo de controvérsia.
— Entendemos que Porto Alegre não merece ter, no seu portão de entrada, o nome de um representante daquele período. É como se em Berlim houvesse uma avenida chamada Adolf Hitler — argumenta o vereador Pedro Ruas (PSOL), um dos autores da proposta.
Nem todos concordam. Para o general da reserva Clovis Bandeira, 66 anos, natural de Pelotas e vice-presidente do Clube Militar, no Rio de Janeiro, a proposta é equivocada.
— Trata-se de mais uma tentativa de reescrever a História do Brasil, apagando fatos e pessoas que contrariam o discurso da esquerda. 
O historiador Sérgio da Costa Franco, 83 anos, acredita que uma modificação de nomenclatura, a essa altura do campeonato, daria em nada – simplesmente porque não pegaria:
— Não sou nenhum fã do Castelo Branco. Essa foi mais uma homenagem dos puxa-sacos da época. Mas os vereadores poderiam se ocupar de assuntos mais importantes.
ZERO HORA/montedo.com
Skip to content