Escolha uma Página
ABISMO SALARIAL EVIDENTE NA FRONTEIRA
A Polícia Federal (PF) está autorizada a operar Aeronave Remotamente Pilotada. A autorização foi publicada ontem, pela Agência Nacional de Aviação (ANAC), no Diário Oficial da União, e consolida o início da fase operacional de ação que tem o objetivo de usar o mecanismo no combate do tráfico de drogas e contrabando de armas e mercadorias. O uso pela PF desse tipo de aeronave virou, porém, mais um ingrediente na briga dos quartéis por reajuste dos soldos e pela equiparação de vencimentos com alta administração pública.
“De um lado, teremos operando um equipamento desse porte um policial federal, que recebe, por mês, merecidamente, pelo menos R$ 13,4 mil. Do outro lado, de farda, estará um militar, com soldo de R$ 4,5 mil, e que, com adicionais, recebe, no máximo, algo em torno dos R$ 6,5 mil. Os dois atuando com a mesma responsabilidade e tendo a União como mesma empregadora, mas em pleno abismo financeiro”, avalia oficial.
O mesmo oficial faz coro com outros que tiveram contato com a proposta de nova política de remuneração militar, que prevê equiparação dos soldos a salários de pessoal civil da União. “É hora de ver esses estudos serem colocados em prática”, diz.
Skip to content