Escolha uma Página
Cabo Verde quer força de paz conjunta de língua portuguesa
José Sousa Dias
Cidade da Praia – Cabo Verde quer ver criada uma força militar de manutenção de paz conjunta formada pelos oito estados membros da CPLP, assunto que vai ser abordado na 13.ª reunião dos ministros da Defesa dos “oito”.
A reunião, que decorrerá segunda e terça-feira na ilha cabo-verdiana do Sal, juntará os titulares das pastas da Defesa de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe, enquanto Timor-Leste estará representado pelo respeito secretário de Estado.
Sobre a força de paz, o ministro da Defesa cabo-verdiano, Jorge Tolentino, disse hoje à Agência Lusa que Cabo Verde vai continuar a defender essa ideia junto dos seus homólogos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), embora admita que haja dificuldades “institucionais e constitucionais” nalguns deles.
LUSA
Skip to content