Escolha uma Página
Soldado brasileiro da Legião Estrangeira morre na França

André Vieira
O Soldado brasileiro da Legião Estrangeira do Exército Francês, Josafá de Moura Pereira, 28 anos, morreu dia 30 de agosto em Paris, na França. Os familiares do jovem, que moram em Santo André, disseram ainda não saber as causas da morte e esperam receber o corpo do soldado na semana que vem.
Pereira é acusado de matar dois colegas de farda, um soldado das forças de paz da Organização das Nações Unidas e um camponês no Chade, na África, em abril de 2009, durante período em que esteve em missão.
Dias depois dos crimes, em entrevista ao Diário, familiares contaram que o soldado fez contato telefônico com uma das irmãs no Grande ABC e alegou ter agido em legítima defesa.
Pereira disse que estava sendo perseguido pelos soldados, foi agredido e atirou contra os três para não morrer. Na fuga, matou um camponês, que o teria enganado em uma troca comercial, e também o atacou.
Depois de vagar pelo deserto por dois dias, sem água ou comida, o soldado foi capturado a dez quilômetros da cidade onde os crimes ocorreram. Transferido para Paris, na França, foi mantido em regime fechado dentro de base militar.
Segundo familiares, em 30 de agosto, Pereira foi levado da base para um hospital, onde teria morrido quatro horas após dar entrada na unidade de Saúde. A causa mortis do soldado ainda não teria sido determinada.
De Santo André, os parentes do soldado têm recebido informações de Jeremias, irmão de Josafá, e também legionário. A expectativa é de que o corpo chegue ao Brasil semana que vem.
Diário do Grande ABC
Skip to content