Escolha uma Página
Militares e amigas de jovem morta em quartel no Recife “forjaram versão de bala perdida”, diz delegadoAliny Gama
Segundo o delegado que investiga o assassinato de uma garota em um quartel da Aeronáutica em Recife (PE) no último sábado (6), os militares da Aeronáutica e as duas amigas envolvidas no caso tentaram mudar a cena do crime.

Leia também: MULHER É MORTA COM TIRO DE PISTOLA EM FESTA COM SOLDADOS DENTRO DE QUARTEL DA FAB EM RECIFE SOLDADOS ENVOLVIDOS EM MORTE NO QUARTEL DA FAB DEVEM SER INDICIADOS PELA POLÍCIA

Para o delegado Igor Tenório Leite, eles tentaram dar a falsa impressão de que Monique Valéria de Miranda Costa, 20, teria sido vítima de bala perdida na rua, e não morta dentro do quartel.
Nesta quarta-feira (10), as amigas da vítima Monique de Freitas da Silva, 21, e Mércia Cristina Vieira da Silva, 21, prestaram um longo depoimento e confirmaram que elas e os soldados que estavam no momento do disparo tentaram forjar que a vítima não teria sido morta dentro do Parque de Material da Aeronáutica (Pama).
UOL
Skip to content