Escolha uma Página

Aeronáutica divulga nota sobre morte de jovem em quartel
A Aeronáutica divulgou, na noite desta segunda-feira (8), uma nota sobre a morte da jovem Monique Valéria de Miranda, de 20 anos. Ela levou um tiro de pistola 9 mm no rosto e morreu dentro das instalações do Hotel de Trânsito, dentro do parque de materiais da Aeronáutica, no bairro do Ibura. A morte aconteceu durante um encontro às escondidas, no qual foram consumidos bebida alcoólica e armas, na madrugada do último domingo (7).

Confira a nota na íntegra:
Em decorrência das primeiras investigações realizadas sobre o disparo com arma de fogo ocorrido no interior do Parque de Material Aeronáutico de Recife (PAMA-RF), na madrugada do dia 07/08, e a consequente morte de Monique Valéria de Miranda Costa, o Comando da Aeronáutica informa o seguinte:
– O auto de prisão em flagrante dos três soldados envolvidos nessa ocorrência foi concluído e encaminhado à Justiça Militar de Pernambuco hoje, 08/08. Os militares encontram-se presos em Organizações Militares da Aeronáutica em Recife à disposição da Justiça Militar e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Recife-PE, que investiga as circunstâncias da morte.

Leia também:
MULHER É MORTA COM TIRO DE PISTOLA EM FESTA COM SOLDADOS DENTRO DE QUARTEL DA FAB EM RECIFE

– O auto de prisão em flagrante indicou que os militares envolvidos praticaram os crimes de abandono de seus respectivos locais de serviço, sem ordem superior, e consumo de bebida alcoólica em serviço.
– Cabe destacar que a Aeronáutica não está investigando a morte ocorrida, função que ficou sob responsabilidade do DHPP-PE. Entretanto, o PAMA-RF prestará todo o apoio necessário ao processo investigatório em curso por aquele Departamento.
– Em paralelo às investigações em andamento pela Justiça Militar e pelo DHPP-PE, foi aberto hoje, 08/08, um Inquérito Policial Militar no PAMA-RF com o objetivo de se determinar os responsáveis pelo ingresso de pessoas estranhas à Organização Militar na noite da ocorrência, haja vista o fato de que não havia qualquer justificativa para que elas estivessem presentes naquele local.
Brasília, 08 de agosto de 2011.

Skip to content