Escolha uma Página


Exibir mapa ampliado

Equipes de resgate da Força Aérea Brasileira (FEB) encontraram os destroços da aeronave que estava desaparecida desde o último dia 1º no Pará. Os destroços do avião Sêneca PA-34 (Matrícula PP-EJB) foram encontrados a 162 quilômetros de Tiriós, comunidade do município de Óbidos, no Noroeste do Pará. Não há sobreviventes.
Quatro pessoas estavam na aeronave, entre elas dois técnicos da Companhia de Recursos Minerais. O avião havia decolado da base aérea de Tiriós, com destino à aldeia Cuxaré, e seguiria para a aldeia indígena de Bona, mas desapareceu dos sistemas do Cindacta 4 a 160 quilômetros ao sul de Tiriós.
A missão de busca e resgate foi realizada por 30 militares da FAB e por duas aeronaves: um avião SC-105 Amazonas e um helicóptero H-1H que operaram a partir de Santarém e da comunidade de Tiriós.
As causas do acidente serão apuradas.
O avião era comandado pelo piloto Francisco do Carmo Miranda, que mora em Santarém e, segundo seus familiares, faz essa rota há sete anos. Também viajavam no bimotor Jocenildo Campos Cardoso e dois técnicos da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CRPM), segundo confirmou a própria empresa, que, no entanto, não divulgou seus nomes.
FAB/O GLOBO/O LIBERAL
Skip to content