Escolha uma Página

As operações do Ibama no norte de Mato Grosso foram reforçadas pelo Exército Brasileiro, cujos militares estão atuando na segurança da fiscalização em campo e dando apoio logístico e operacional na retirada e na guarda de bens e equipamentos apreendidos pelo órgão ambiental no combate ao desmatamento ilegal na Amazônia.

No município de Nova Ubiratã, o Exército retirou um trator de esteira modelo D-9 e um caminhão carregado com 17 m³ de toras sem documentação de origem, envolvidos com o desmatamento e exploração ilegal de madeira. Em Ipiranga do norte, o Exército faz a guarda de diversas esplanadas repletas de toras extraídas ilegalmente enquanto a prefeitura do município se organiza para a retirada da madeira. Num assentamento da reforma agrária em Feliz Natal, o Ibama apreendeu 16 palanques e 98 mourões da essência itaúba. A operação para a retirada destes bens continua em andamento.
“Isso mostra, de forma clara, que a ordem dada pela Ministra do Meio Ambiente de zerar o desmatamento na região norte do Mato Grosso será seguida à risca, é uma determinação e uma prioridade do governo federal, tanto que o Exército Brasileiro está conosco no campo, dando um apoio fundamental na guarda e na retirada de bens apreendidos pela fiscalização e na segurança das equipes”, afirma o chefe da fiscalização em Mato Grosso, Luciano Guerra Cotta.
“Todos os bens flagrados na cena de crimes ambientais serão retirados dos infratores, conforme a determinação que recebemos da Presidência e, agora, com o apoio do Exército, temos plenas condições de executar esta ordem”, diz Cotta. “Os infratores estão advertidos: se continuarem desmatando, irão perder os bens utilizados para o cometimento dos crimes.”
SÓ NOTÍCIAS
Skip to content