Escolha uma Página
Jobim inaugura vila para Jogos Mundiais Militares
O Ministro da Defesa, Nelson Jobim cortou a fita inaugural.Crédito: Publius Vergilius/GingaFotos.

Nielmar de Oliveira

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou hoje (11) no Rio, ao inaugurar a Vila Verde – onde ficará hospedada parte das delegações dos países participantes dos Jogos Mundiais Militares – que as unidades construídas ajudarão,no futuro, a reduzir o déficit habitacional entre os militares em todo o país.
“Nós estamos trabalhando em um programa para reduzir o déficit habitacional entre os integrantes das Forças Armadas e essas vilas que estamos construindo (serão mais duas até os jogos, entre os dias 16 e 24 de junho) servirão para caminharmos em direção à redução substancial desse déficit e, em determinado momento, atingirmos déficit zero”.
Jobim informou que o governo ainda trabalha no levantamento desses dados. Ele elogiou as instalações da vila, ressaltando o tempo recorde em que foram construídas. “São belas instalações, feitas em muito pouco tempo, que mostram a capacidade de organização do Brasil de fazer o necessário quando preciso”.
A Vila Verde foi inaugurada depois de 18 meses de obras e é a primeira das três que serão construídas para abrigar os atletas envolvidos na quinta edição dos Jogos Mundiais Militares. Localizadas em Deodoro, na Vila Militar, as instalações também serão um dos legados para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio.
São 17 blocos com 24 unidades cada um, com 1.632 quartos e 2.856 leitos. Além da Vila Verde, os atletas que participarão dos Jogos Mundiais Militares terão à disposição a Vila Azul, no Campo dos Afonsos, também na zona oeste da cidade, e a Vila Branca, em Campo Grande. Juntas, as vilas oferecerão 8.332 leitos.
A solenidade teve a presença do comandante militar do Leste, Adriano Pereira Junior; do presidente da Comissão Desportiva Militar do Brasil, Bernardo José Pierantoni Gambôa, e do presidente do Conselho Internacional do Esporte Militar, o coronel camaronês Hamad Kalkaba Malboum.
JB ONLINE


Comento:
Se entendi bem, depois dos jogos, a milicada vai mudar-se em massa para o Rio de Janeiro. Só assim para “reduzir o deficit habitacional entre os militares em todo o país”. A não ser que os prédios sejam desmontáveis e possam ser transferidos de lugar.
Skip to content