Escolha uma Página
Os soldados do Exército Brasileiro, lotados no 59º Batalhão da Infantaria Motorizada (59º BIMtz), Johnson Silva Moraes, de 21 anos, e Valterlan da Silva Oliveira, 23, foram presos na madrugada desta segunda-feira (06), acusados de porte ilegal de arma de fogo.
A prisão aconteceu após uma perseguição feita por militares do 1º Batalhão. Os policiais foram informados por populares que dois homens, num carro escuro, tinham efetuado disparos em frente à boate Havanna, no prolongamento da avenida Comendador Leão, em Jaraguá.
Os militares se depararam com um Fiat Stillo cinza, placa MVB-8681/AL, que ao avistar a guarnição empreendeu alta velocidade. A dupla foi interceptada pelos militares do 1º BPM já na avenida Fernandes Lima, no Farol, com o apoio de policiais da Radiopatrulha.
Na abordagem foi encontrada uma pistola Taurus PT-58, do calibre 380, com sete munições intactas e nove cápsulas deflagradas de calibre 380.
Os acusados foram levados para a Central de Polícia, no Sobral, onde foram autuados em flagrante. O 59ºBIMtz foi avisado da ocorrência e mandou um oficial, tenente Gabriel, para acompanhar os procedimentos na Central de Polícia.
Após a verificação no sistema de registro nacional de arma, foi constatado que a pistola apreendida pertencia a Mauro César da Silva, que tem RG expedido pela Secretaria de Segurança Pública de Alagoas. O dono da arma deve ser intimado a prestar depoimento, para dizer se emprestou a pistola aos soldados ou se esta lhe foi roubada.
JORNAL PEQUENO (MACEIÓ)
Skip to content