Escolha uma Página
Post mortem
O Superior Tribunal Militar (STM) negou pensão especial a Iracema Silveira, viúva do jornalista Joel Silveira, que foi correspondente de guerra dos Diários Associados ao acompanhar a Força Expedicionária Brasileira (FEB) nos campos de batalha da Itália durante a Segunda Guerra Mundial. Apesar de condecorado com as medalhas de Guerra e de Campanha pelo marechal Mascarenhas de Moraes, o pleito foi negado com o argumento de que a viúva, então com 86 anos, não comprovou a condição de ex-combatente do legendário repórter. Logo após a sua morte, em 2007, a pensão de R$ 4 mil foi cancelada.
A viúva recebeu apenas a metade de um dos pagamentos. A filha do casal, Elizabeth, 65 anos, reclama o pagamento até a data do falecimento de sua mãe para ressarcir as despesas médicas com os pais.

“Brasília/DF”/Correio Braziliense
Leia também:
JUSTIÇA EXIGE PROVAS DE PRESENÇA NA GUERRA DE JORNALISTA QUE COBRIU A CAMPANHA DA FEB NA ITÁLIA

Skip to content