Escolha uma Página
foto: Ademir Santos
Durante o treinamento de salto de pára-quedas do O 2°/10° Esquadrão Pelicano da Força Aérea Brasileira, um militar, de aproximadamente 30 anos, perdeu o controle do seu equipamento na tarde de ontem (6) por volta das 16 horas e acabou tendo que realizar um pouso forçado. Após o acidente ele foi levado ao Hospital onde será sub-metido a exames de raio-X.
De acordo com o tenente do esquadrão, Francis Guilherme Pereira, esse era o primeiro treinamento de salto do dia, entretanto outros militares já haviam pulado antes da vítima. “Todo o equipamento foi checado devidamente, era uma equipe de oito soldados que saltaram há cerca de quatro quilômetros do aeroporto e manejariam os pára-quedas para que a pouso fosse feito próximo do galpão”, disse.
Após o pouso do militar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e no local imobilizou o militar e o encaminhou para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora onde foi submetido a exames de raio-X. “O soldado disse que estava bem, entretanto como procedimento padrão ele foi levado ao Hospital”, relata.
O tenente explica que antes do salto da vítima outros militares já haviam pulado. “Era uma equipe de oito soldados, todos experientes e treinados para saltar de pára-quedas”, afirma.
Questionado se o esquadrão interromperá os treinamentos pelo incidente, o tenente diz que o treinamento irá prosseguir conforme o cronograma, pois o pouso forçado do militar não foi caracterizado como um acidente. “Nós iremos apurar as causas da perda de controle do militar sobre o pára-quedas, porém nossas atividades deverão prosseguir”, conclui.
JORNAL DIA A DIA
Skip to content