Escolha uma Página

Exército ocupa Teresina após aumento de 500% em casos de dengue
YALA SENA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE TERESINA (PI)

Soldados do Exército ocuparam as ruas de Teresina nesta segunda-feira (18) após ser registrado um aumento de 500% nos casos de dengue na capital piauiense.
Com a circulação do vírus tipo 4 e a antecipação do período chuvoso, que agravam a situação, a prefeitura convocou as Forças Armadas para coibir os criadouros do mosquito Aedes aegypti nos bairros carentes da cidade.
Cem homens do Exército iniciaram o trabalho no bairro Santa Maria da Codipi, zona norte da cidade, que concentra grande número de casos. Nos bairros Buenos Aires, Poty Velho, Água Mineral, Mocambinho e centro a situação também é preocupante.
Em toda a cidade, já foram notificados 1.252 casos da doença até o último sábado. No mesmo período do ano passado, foram 235 casos. Há um caso confirmado de dengue hemorrágica e nenhuma morte.
O prefeito de Teresina, Elmano Férrer, afirmou que a presença do Exército vai inibir os moradores que acumulam água em casa. “Estamos tentando todas as alternativas, mas o grande vilão ainda é a falta de conscientização”, disse o prefeito.
Hoje, a prefeitura assinou convênio com os Correios para a distribuição de mais de 100 mil folderes alertando sobre a doença.
“Já fizemos mutirões, intensificamos a campanha, mas o número continua crescendo. A presença do Exército vai intimidar os moradores que teimam em não contribuir”, disse o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Pedro Leopoldino.
O comandante do 25º Batalhão de Caçadores, tenente-coronel Humberto da Silva Marques, informou que os soldados passaram de casa em casa orientando os moradores. ‘Nossa missão é conscientizar a população para eliminar os criadouros do mosquito’, disse.
O Piauí é um dos Estados com risco de epidemia da dengue. De janeiro até a primeira quinzena de abril, mais de 3.400 casos foram registrados.
CIDADE VERDE (Imagens: 25 BC)
Skip to content