Escolha uma Página
Prisão fardada
Candidado derrotado a deputado federal pelo PT gaúcho nas últimas eleições, o capitão Luís Fernando Ribeiro de Sousa está preso há um mês no Arsenal de Guerra de General Câmara, no Rio Grande do Sul. O Exército, que impôs sigilo ao caso, o acusa de deserção. Já os advogados do oficial denunciam perseguição política, já que Sousa desagradou aos seus superiores ao defender, na campanha, o ingresso de homossexuais nas Forças Armadas.
RICARDO BOECHAT

Comento:
Ou Boechat não sabe das estripulias pré-eleitorais  do capitão, ou está tentando transformá-lo em vítima. O menor dos problemas do mancebo foi ter defendido homossexuais nas FA. A indisciplina está no DNA deste cidadão. Não tem mais nada a fazer no Exército. A não ser garantir uma reforma por “problemas psicológicos”, seu grande objetivo antes de jogar-se nos braços da petralhada que o aguarda na vida civil.
Skip to content