Escolha uma Página
Cruzeiro do Sul (AC)-Houve tumulto e muita tensão em um confronte entre militares do Exército que se divertiam em uma casa noturna e os policiais militares que trabalhavam e estiveram no local para atender a ocorrência. O fato aconteceu há uma semana. 
Segundo informações da Polícia Militar, o cabo do Exército, Cleison Silva Gama, foi impedido pelo segurança da casa noturna de adentrar ao ambiente usando sandálias. O segurança disse que foi ameaçado de morte e pediu ajuda aos policiais para retirá-lo do local. Segundo o tenente coronel, Amarildo Lima do Nascimento, comandante da Polícia Militar na cidade, quando a guarnição chegou foi enfrentada por um grupo de militares do 61° BIS que tentavam proteger o cabo envolvido na confusão e queriam impedir que ele fosse conduzido à delegacia. 
Só depois de muita confusão, somente o cabo que originou o conflito, foi conduzido à delegacia onde foi informado ao delegado através do boletim de ocorrência, que o militar cometeu os crimes de ameaça e desacato a autoridade policial. O comandante da PM disse que essa não é a primeira vez que os policiais enfrentam problemas com alguns militares que servem no 61º BIS.
O comandante do Batalhão do Exército em Cruzeiro do Sul, tenente-coronel Rommel Franco de Oliveira, afirma que o caso já está sendo apurado através de sindicância, e enfatizou que este é um fato isolado e que não condiz com a conduta do Exército. De acordo com o coronel, se for comprovado que o militar tem culpa, ele será punido. ‘‘Não aceitamos de maneira nenhuma o que é errado, prezamos sempre pelo bem da população e a ordem da cidade”, disse.
TRIBUNA DO JURUÁ, com informações de Francisco Rocha.
Skip to content