Escolha uma Página
Guilherme Wojciechowski 
Em incidente ocorrido no final da tarde de quarta-feira (15) e manejado com extremo hermetismo pelas forças militares brasileiras, uma lancha que patrulhava o rio Iguaçu virou e derrubou seus tripulantes na água. Um fuzil calibre 7,62 teria sido levado pela correnteza.
Imagem: La Voz de Cataratas

O acidente, vislumbrado da barranca argentina do rio Iguaçu e noticiado por meios de comunicação como o portal La Voz de Cataratas, de Puerto Iguazú, ocorreu a metros do Marco das Três Fronteiras, próximo ao antigo ponto de travessia fluvial entre Foz do Iguaçu e a cidade argentina.
A embarcação teria sido desestabilizada pelas ondas geradas pela passagem de um barco maior que transitava pelo rio fronteiriço. Os militares conseguiram nadar até a margem e escapar sem maiores complicações.
A perda do fuzil não foi confirmada pelo comando da operação especial montada para vigiar a fronteira durante a Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Países Associados. Além do patrulhamento fluvial, há presença de militares nas ruas e monitoramento em todo o espaço aéreo da região trinacional.
Skip to content