Escolha uma Página
ANNE WARTH – Agência Estado
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cézar Peluso, elogiou hoje a participação das Forças Armadas no cerco a traficantes e busca de drogas e armas no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. “Tenho que me congratular com as Forças Armadas, que se juntaram aos organismos policiais civis num esforço conjunto. Afinal de contas o que está em jogo realmente é a ordem pública nacional. Só tenho que louvar a atuação, sobretudo do Ministro da Defesa e de todos os comandantes das Forças Armadas”, afirmou, na abertura da 5ª edição da Semana Nacional de Conciliação, no Memorial da América Latina, na capital paulista.
Na avaliação de Peluso, a megaoperação representa a retomada, pelo poder público, de um território dominado pela marginalidade jurídica e pela delinquência de ordem criminal. “O Judiciário está realizando sua parte: decretou as prisões e as transferências de presos necessárias”, afirmou. “Eu mesmo, como presidente do Supremo, deneguei a remoção de um preso que estava no Norte para o Rio neste período. Se fosse em outras circunstâncias ele poderia vir, mas agora não era hora de trazê-lo para o Rio de Janeiro”, citou. “Ou seja, o Poder Judiciário também está, dentro dos limites da lei, que são os limites da atuação do Judiciário, à disposição desse esforço e dessa cooperação conjunta de todos os organismos do Estado, cuja conjugação deve ser saudada por todo mundo como um fato realmente importante para a ordem jurídica do País”.
O ESTADO DE SÃO PAULO
Skip to content