Escolha uma Página
O Exército e Força Nacional da Polícia Militar poderão reforçar a segurança em Dourados durante as eleições do dia 3 de outubro. O apoio foi solicitado inicialmente pela juíza eleitoral Dileta Terezinha. Na última quinta-feira, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acatou o pedido e fez a convocação ao Tribunal Eleitoral Eleitoral (TSE), que decidirá se aceita ou não o pedido.
Ao O PROGRESSO, a juíza disse que o motivo do reforço está relacionado ao clima tenso e instável que a cidade passa nos últimos dias por conta da Operação Uragano que levou para a cadeia prefeito Ari Artuzi, primeira-dama Maria de Freitas, vice-prefeito Carlinhos Cantos, secretários e nove vereadores.
Segundo ela, o objetivo é que o aparato policial trace uma estratégia em conjunto com a segurança pública local, para impedir atos de vandalismo ou que coloquem em risco a vida dos eleitores. Leia mais.
Skip to content