Escolha uma Página

Força Militar: Tempo de ‘apagões’ nos quartéis

A combinação da ampla oferta de vagas no serviço público civil com os soldos aquém dos salários pagos ao funcionalismo está levando setores das Forças Armadas a temer um ‘apagão militar’. O termo é usado para designar falta estratégica que, no casos dos quartéis, atinge áreas importantes como engenharia. “O descontentamento com a carreira militar é tão grande que há até grupos de estudos dentro dos quartéis visando preparação para concursos. A Bibliex, no Comando Militar do Leste fica cheia de estudantes fardados que com certeza não estão lá lendo os livros sobre batalhas e guerras escritos pelos militares”, preocupado com o ‘apagão’. “Daqui a uns 10 anos o efetivo de capitães, subtenentes e 1º sargentos estará demasiadamente defasado por conta dos pedidos de baixa que ocorrem hoje”. Dados já publicados aqui dão conta que só este ano 133 oficiais deixaram a carreira este ano.
Skip to content