Escolha uma Página

Todos nós sabemos que filmes de ação são puramente ficção. Afinal, poderia um soldado de verdade acabar com um monte de gente ruim?
Na verdade, sim. Acontece que os livros de história estão cheios de casos de soldados fazendo coisas tão incríveis, que os diretores tem receio de fazer um filme com suas histórias, com medo de acabar com o realismo. Como esses cinco, por exemplo.

 Audie Murphy


Quem era ele?
Quando Audie Murphy se alistou para a Marinha aos 16 anos, 1,65 de altura e 49 kilos, todos riram de sua cara. Audie Murphy tentou então entrar para as Forças Aéreas, e também riram na cara dele. Até que então tentou o exército e eles aceitaram-no, pois é sempre bom ter o pelotão da frente cheio pra servir de escudo… Chegando lá descobriram que além da sua estatura ridícula, ele era ruim nos treinamentos e estavam pensando em transferi-lo para ser um cozinheiro. Mas ele insistiu que queria lutar, então jogaram a merda no ventilador, ou em outras palavras mandaram ele pra guerra.
Durante a invasão da Itália ele foi promovido a sargento, pois era um atirador dos bons, só que neste mesmo tempo ele pegou malária, que por acaso durou quase toda a guerra. Tente se lembrar deste fato.

Depois foi enviado para a França em 1944. Lá encontraram um pelotão alemão de metralhadora que fingia estar se rendendo, para depois meter bala, matando seu melhor amigo. Foi quando Murphy virou o Hulk! Ele partiu pra cima e matou todo mundo da metralhadora, depois roubou as armas do pelotão alemão e matou todo o resto que se escondia em um raio de 100 metros. Nisso incluia dois bunkers e vários snipers. O exército americano impressionado com a perspicácia do rapaz, aumentou sua patente para Comandante, deram-lhe uma medalha de soldado distinto e pediram desculpas por chama-lo de “baixinho”.

Passados 6 meses, ele e seu pelotão receberam a ordem de defender o Colmar Poket, uma região em estado crítico na frança, mesmo só possuindo 19 pessoas em seu grupo (dos 128 que começaram) e alguns tanques M-10.


Os alemães apareceram quase para uma festa, gente que não acabava mais e meia dúzia de tanques. Já que os reforços só chegariam depois de muito tempo eles se esconderam e enviaram os M-10 para fazer o trabalho sujo, mas foram destruídos…

Depois este projeto de gente ainda com malária correu para dentro de um M-10 meio capenga foi para a parte traseira do tanque aonde tinha a metralhadora e começou a matar tudo que se mexia. Detalhe importante, o M-10 estava pegando fogo… e ainda tinha combustível, ou seja era praticamente um atestado de morte.
Ele ficou alí por quase uma hora até que a munição acabasse, depois foi correndo para onde estava seu pelotão e enquanto isso o M-10 explodiu logo atrás dele, no melhor estilo Mad Max. Por isso, deram para ele todas as medalhas que o exército tinha (incluindo as repetidas, foram 33 medalhas mais 5 da França e 1 da Bélgica!) e a medalha de Honra.
Após a guerra terminar ele voltou com o chamado “Stress de guerra” e recebeu alguns comprimidos de antidepressivos. Ele ficou viciado na droga. E nada de ir para programas de reabilitação, como um fracote! Ele se trancou em um quarto de motel por uma semana e ficou bom. Lá teve a idéia de escrever sua autobiografia entitulada “To Hell and Back” ou “Para o inverno e de volta” e depois virou ator…

O mais próximo de Hollywood foi:

Audie Murphy (Audie Murphy) em To Hell and Back:

Em To Hell and Back, Audie Murphy atua seu próprio papel, um herói de guerra durão que prova seu valor no campo de batalha com seus incríveis atos de braveza. O filme foi o mais sangrento video que a Universal fez, até a chegada do filme “Tubarão”. Isso mesmo, eles precisaram de um tubarão gigante comedor de gente pra cobrir as proezas de Audie.

Porque não se compara?
Quando algum produtor de hollywood tenta fazer um filme sobre Murphy, ele está determinado a ter Murphy como ator, e este tinha medo de que as pessoas interpretassem mal suas intenções sobre o filme, como quem apenas quisesse ganhar dinheiro, então ele simplesmente deixava que os diretores arrancassem partes de sua historia, com medo da reação do público.

Audie atuou em 33 filmes faroeste, sem contar outros estilos de filmes e programas de televisão.
Skip to content