Escolha uma Página
Mais um Estado pedirá a ajuda do Exército para combater as queimadas. O governador do Acre, Binho Marques, afirmou ontem que entregará ao Ministério da Defesa uma solicitação de colaboração. Os incêndios florestais começam a mobilizar a população. Ontem, cerca de 500 estudantes de escolas públicas e privadas e sindicalistas saíram em passeata pelas principais ruas da capital, Rio Branco.
Dhárcules Pinheiro/Jornal A Tribuna

Dhárcules Pinheiro/Jornal A Tribuna
Cerca de 500 estudantes saíram às ruas em protesto na capital do Acre
O grupo usou máscaras cirúrgicas durante a manifestação para mostrar que a população enfrenta dificuldades para respirar por causa da fumaça que encobre a cidade. O protesto terminou em frente ao Ministério Público do Estado, órgão que tem fiscalizado diariamente os registros de focos de incêndio.
No Tocantins, os 37 militares que combaterão o fogo que consome a Ilha do Bananal, no centro-sul do Estado, seguirão hoje para a região. A Ilha do Bananal – a maior fluvial do mundo – queima de forma contínua há quase duas semanas. Durante o dia, cinco aeronaves fazem o abafamento dos focos, lançando jatos de água sobre as labaredas. À noite é feito o trabalho por terra.
Leia mais.
Skip to content