Escolha uma Página
Fiquei agradavelmente surpreso com o texto abaixo, que encontrei no blog Love is Free, de Danielle Tavares. Nele, duas alunas do Colégio Militar do Rio de Janeiro, Mayara Secco e Lizandra Maurat, declaram seu amor pela Arma de Osório.
Uma rara visão feminina da paixão que irmana “beiçudos” de todas as épocas e dos mais diferentes rincões em torno das Lanças Cruzadas da Cavalaria. Parabéns, gurias.
Estrela-Guia em negros horizontes ..
Próximo ao fim, as coisas mais doces tomam um gostinho amargo. Perto da despedida, já sentimos a nostalgia do presente, como se ele fosse visto do futuro. Começamos a enxergar nossos dias como memórias.. Sentí-los mais inteiramente, com uma força que não se sabe definir.
..por isso, não pude deixar de ficar absolutamente emocionada e surpresa com a capacidade de que duas meninas conseguiram definir, pelo menos um pouquinho, três dos anos mais felizes da minha vida.
Texto escrito por Mayara Secco e Lizandra Maurat:
“AKVA: combater em vantagem de posição.
A Cavalaria é a arma que vai à frente da força terrestre, buscando informações sobre o inimigo, participando de ações ofensivas e defensivas, valendo-se de sua alta mobilidade, elevada potência de fogo, ação de choque e surpresa, proteção blindada e comunicações amplas.
Comemora-se o dia da Cavalaria a 10 de Maio, data do aniversário de nascimento do nosso legendário patrono, Marechal Manoel Luís Osorio.
Além da tradição gloriosa pela qual podemos nos orgulhar, exaltamos hoje a essência cavalariana que nos é palpável. A Cavalaria é mais que uma arma, é um estilo de vida, é a ética que acolhemos. Carregamos ainda hoje alguns princípios do Código de Honra do Cavaleiro: fidelidade à palavra dada, lealdade perante todos, generosidade, proteção e assistência aos que precisam.
A Cavalaria Hippo vivenciada no Colégio Militar é um dos pilares da formação de nosso caráter. A convivência hípica une o Esquadrão através do nobre amigo cavalo.
Nossas esporas são mais que adornos, material de equitação ou símbolos de nossa aptidão para a arma de Cavalaria. Elas representam a aliança do aluno com o Esquadrão. Assumimos e renovamos, a cada aniversário da arma, o compromisso de ser, ora gigantes, ora torcida, com espírito de corpo e um só ideal: superação e dedicação máxima, por amor à arma, não por vaidade ou necessidade de engrandecimento pessoal.
Não importa o que digam ou pensem a nosso respeito. Ostentamos as lanças em nossas fardas e calçamos nossas botas para ratificar que somos aqueles que amam o Esquadrão por quem não o ama. Mesmo que sejamos poucos, compomos o FURACÃO, que varre todo lugar por onde passa. Não somos a ilha apática e vulnerável que tanto foi subestimada e criticada. Provamos que não somos uma arma que se vale de ironizar as outras. Para nós, o principal é superar nossas próprias limitações, saltando os obstáculos que são os nossos próprios problemas internos. Ainda que não agrademos a todos, fazemos a diferença e mostramos porque somos tão apaixonados pelo que somos e fazemos.
Atmosfera totalmente diferente do resto do colégio, o Esquadrão é a nossa segunda casa, é cenário vivo das nossas discussões, conversas, gargalhadas, confissões e dificuldades superadas. Não podemos deixar de homenagear aqueles que colaboram para que a nossa rotina, tão agitada, seja mais agradável: Major, monitores e professores. Queremos, mais ainda, agradecer àqueles que ficam nos bastidores, nas baias, pois são eles, o sargentos instrutores de equitação, veterinárias e soldados que nos proporcionam a maravilhosa experiência da montaria. Só o cavaleiro de verdade conhece a adrenalina de um salto e a agradável sensação do galope, sentindo o vento no rosto, a velocidade, a sintonia com o corcel e a pequenez do resto do mundo diante desse momento. Agradecemos também ao nobre amigo, o cavalo, que é o responsável pela nossa união, pelo amor pelo Esquadrão e que nos confere valores de carinho e responsabilidade para com um ser que depende de nossos cuidados. Obrigada a todos estes por nos motivar a ser diferentes e mudar a sociedade em que vivemos. Obrigada por nos ensinar a cair e ajudar a levantar e seguir em frente, sem perder o foco nem desistir de nossos sonhos.
Cada vez que rodeamos a nossa pista num Carrossel, sentimos a emoção incalculável de ser de Cavalaria. Nossos corações batem forte, somos envolvidos pelo abraço amigo e pela poeira aspirada que ajuda a ressecar nossas gargantas, já esgotadas de tanto gritar nossos brados. Cada um dos churrascos, festas e tardes ociosas passadas na nossa querida arquibancada vermelha estão devidamente registrados na memória. Cada situação nos faz querer gritar até que falte o ar, para todos ouvirem: “COMO É BOM SER DE CAVALARIA”.
Podemos silenciar o inimigo diante de nosso poder, mas nos amedronta pensar que, em breve, seremos ex-alunos e teremos que reviver só através das lembranças tudo de bom que o Esquadrão nos proporcionou. Mesmo quando sairmos do colégio, teremos a certeza de que, em nossos corações, batem lanças cruzadas e que seremos sempre de cavalaria. Porque ser de cavalaria não é só fazer parte de uma das armas durante o Ensino Médio, é um estado de espírito, um sentimento de amor eterno, sagrado e sacramentado no nosso coração.
Poucos entendem o porquê dessa nossa fissura pela Cavalaria. Mas essa paixão é incontrolável. Vivemos no Esquadrão os melhores anos de nossas vidas. Os laços de amizade construídos e reforçados no espírito cavalariano são especiais, fundamentais, uma mistura de união, respeito e parceria nas horas boas e ruins. Por necessidade, aprendemos a cada dia a fazer um bom trabalho em grupo e respeitar as particularidades de cada um, lidando com o complicado gênio do cavalariano.
Parabenizamos todos os integrantes da Arma de Cavalaria do Exército Brasileiro e agradecemos por serem conosco, na alegria e na dor.
Que, no mais profundo de nosso ser, habite sempre o amor incomensurável pelo Esquadrão. Não tenhamos dúvidas, amigos, de que SER DE CAVALARIA É MAIS DO QUE UM PRIVILÉGIO. É, ANTES DE MAIS NADA E, APESAR DE TUDO, NASCER, VIVER E MORRER SEMPRE DE CAVALARIA!”
CAVALARIA, HIPPO!
Skip to content