Escolha uma Página
Exército Brasileiro terá 312 caminhões militares da MAN Latin 
America até o final de 2010
Trinta e cinco veículos 4X4 em versão militarizada já operam na Missão da ONU no Haiti, ajudando na reconstrução e segurança do País. Outros 30 caminhões seguirão para Porto Príncipe, a capital haitiana, nos próximos meses.
Da redação.
O Exército Brasileiro terá 312 caminhões Worker 15.210 4X4 em versão militarizada até o final deste ano. As compras, iniciadas em 2007, seguem um cronograma que prevê 178 unidades a serem entregues em 2010. Do total de caminhões, trinta e cinco já operam na Missão da Organização das Nações Unidas – ONU no Haiti, onde o Brasil lidera as operações de reconstrução e segurança do país. Outros 30 veículos seguirão para Porto Príncipe, a capital haitiana, nos próximos meses.
“Temos informações do Comando do Exército Brasileiro de que os caminhões da MAN Latin America estão tendo o desempenho esperado: enfrentando condições extremas, por cidades destruídas pelo terremoto que desabrigou boa parte da população. Além disso, os veículos também são utilizados em manobras e operações das Forças Armadas em território brasileiro”, diz Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America.
No Haiti, os caminhões Worker 15.210 4X4 a serviço do Comando Militar Brasileiro têm sido utilizados no transporte de tropas, alimentos e remédios, além de participar dos comboios de patrulhamento em bairros onde a população enfrenta a violência urbana e as precárias condições de sobrevivência. O Exército Brasileiro exige que um veículo desse tipo seja robusto o bastante para operar por pelo menos 15 anos em sua frota.
Desenvolvimento brasileiro
Para aprovar o Worker 15.210 4X4, o Exército o submeteu a rodagens por terrenos arenosos, alagados e com lama, além de manobras de embarque aéreo e marítimo, transporte de pontes, uso de biodiesel em mistura B2 (2% de mistura ao diesel convencional) e até testes de balística, conferindo a resistência da cabine a estilhaçamentos. A frota Volkswagen no Haiti tem assistência técnica dos mecânicos do próprio Exército, treinados juntamente com os motoristas pela MAN Latin America. Os itens de manutenção foram embarcados para o país caribenho nos próprios caminhões.
Worker 15.210 4X4
Com superfície de 27.750 km², o Haiti ocupa o terço oeste de Hispaniola, a segunda maior ilha das Grandes Antilhas, no Mar do Caribe. A República Dominicana ocupa os outros dois terços dessa ilha. A Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti – MINUSTAH – foi criada pelo Conselho de Segurança da Organização em 30 de abril de 2004. Os objetivos são os de estabilizar o país, pacificar e desarmar grupos guerrilheiros e rebeldes, promover eleições livres e promover o desenvolvimento institucional e econômico. O trabalho foi intensificado devido aos danos causados pelo terremoto que sacudiu o país em 12 de janeiro passado.
O Brasil assumiu o comando das operações no Haiti por possuir o maior contingente militar na operação. Também participam da missão: Argentina, Benin, Bolívia, Canadá, Chade, Chile, Croácia, França, Jordânia, Nepal, Paraguai, Peru, Portugal, Turquia e Uruguai.

Da redação.

Worker 15.210 4X4]
O EXPRESSO BANDREIRANTE

Skip to content