Escolha uma Página

Começa nesta semana a fase de execução das missões aéreas do maior exercício do mundo em resgate de pessoal, a Operação Angel Thunder, que ocorre na cidade de Tucson, Arizona (EUA).
“A expectativa é muito positiva para a troca de experiências” comentou o Tenente Lourival de Souza e Silva Junior, do 7º/8º Grupo de Aviação, logo após terminada a fase de divulgação do planejamento da operação (dia 14/4). O oficial integra a equipe de 17 militares da Força Aérea Brasileira que participam do exercício e irá voar em um dos helicópteros HH-60 BlackHawk da Força Aérea Americana, aeronave também empregada pelo Brasil.
“É importante observarmos a experiência dos americanos em conflitos reais e em ações humanitárias, o que vem a somar tudo aquilo que já fazemos hoje, para que a sociedade brasileira ganhe no auxílio às calamidades e nas demais necessidades que vierem a existir”, destacou o tenente.
Para o Major Aviador Brett Harnett (EUA), um dos principais responsáveis pela organização do evento, os brasileiros foram convidados a participar pela sua grande capacidade em missões de resgate como foi visto durante as ações de busca e regstae após o acidente com a queda do Airbus da Air France, ocorrida no ano passado. “Nós podemos operar juntos e aprendermos uns com os outros e intensificarmos nossa parceria” comentou ainda.
Assim como o Brasil, também integram o efetivo das tropas, militares do Chile, Colômbia, Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Holanda e Reino Unido, além das Forças Armadas Americanas e agências civis, como o FBI.
Os militares do Parasar que também iniciarão suas missões aéreas, passaram (14/4) por um treinamento com as Forças Especiais dos Estados Unidos, Colômbia e Chile a fim de nivelar os conhecimentos entre as equipes. Foi feito um exercício de infiltração que consiste em uma descida em uma corda, simulando o rápido abandono de um helicóptero, com a chegada ao chão, em poucos segundos, de vários homens equipados prontos para o combate.
No dia 15, além da participação prevista nas atividades aéreas, os brasileiros se deslocarão para as cidades vizinhas de Douglas e Playas, onde grande parcela do exercício será controlado e executado e onde o Parasar encontrará um cenário mais adequado para o desenvolvimento de suas ações, por meio da simulação de pessoal em ambiente hostil. A Operação Angel Thunder se estenderá até o dia 23 de abril.

Fonte: CECOMSAER

Skip to content