Escolha uma Página
Relíquias: Aeronáutica em Belém inaugura espaço com documentos históricos sobre Amazônia Para resgatar e preservar a importante história da Força Aérea Brasileira na Região Amazônica, o Primeiro Comando Aéreo Regional (I COMAR), sediado em Belém, inaugurou uma sala histórica, na última segunda-feira, dia 5, com peças e documentos que remontam ao início do século 20, quando a FAB iniciou suas operações na região.

A FAB iniciou suas operações na região em 1935, com o Correio Aéreo Militar. Desde então, sua participação no processo de integração ao resto do país foi decisiva, descobrindo riquezas, transportando bens, pessoas e cidadania, garantindo a soberania brasileira sobre um dos maiores patrimônios da humanidade. Hoje, a construção de pistas, o controle e a defesa do espaço aéreo, as diversas missões cívico-sociais e de ajuda humanitária fazem da FAB um elemento indispensável ao desenvolvimento da região, cuja história e identidade agora passam a estar preservadas em um ambiente propício e controlado, de acordo com as normas e os preceitos museológicos.
No acervo, constam peças artísticas como quadros e esculturas; objetos e documentos utilizados pelo Tenente-Brigadeiro-do-Ar Protásio Lopes de Oliveira e Tenente-Brigadeiro-do-Ar João Camarão Telles Ribeiro; peças do lendário bombardeiro B-24 Liberator, que ficou desaparecido por 50 anos no Amapá e foi resgatado por militares do I COMAR em 1995; mobiliário e fotos antigas da criação da 1ª Zona Aérea; uniformes e livros de manutenção dos PBY Catalina; além de painéis e maquetes que remontam todo o período em que se iniciaram os trabalhos na região até os dias atuais, fazendo uma homenagem à saga dos “bandeirantes do ar” e dos intrépidos combatentes da 2ª Guerra Mundial.
Participaram do evento o comandante do I COMAR, Major-Brigadeiro-do-Ar Robson Ferreira Igreja, e seu sucessor, Major-Brigadeiro-do-Ar Odil Martuchelli Ferreira, além de militares da Guarnição de Aeronáutica de Belém.
Para o atual Comandante do I COMAR, além de resgatar uma importante página da história do país e da Força Aérea Brasileira, a Sala Histórica vai servir para que pesquisadores e entusiastas da aviação possam realizar pesquisas sobre a importante contribuição da FAB para o desenvolvimento e a integração da Região Amazônica.
FAB

Skip to content