Escolha uma Página
Os 2.200 fuzileiros navais norte-americanos  que participavam da operação humanitária no Haiti vão deixar o país nas próximas horas, informou uma fonte militar. O navio Bataan com os mariners está no Caribe desde 18 de janeiro e “terminou a sua missão de ajuda humanitária”, segundo o Southcom, comando militar americano da área. Segundo a mesma fonte, a decisão se deu “numa altura em que os esforços humanitários passaram de atividades urgentes de salvamento a uma reconstrução a longo prazo”.
Com a partida dos marines, restam 3.300 militares americanos no Haiti.Confira este vídeo sobre a atuação deles no Haiti.

Skip to content