Escolha uma Página
Um rapaz de 25 anos, militar do Exército Brasileiro, foi internado no Hospital das Clínicas depois de ser alvejado com um tiro quando passava pelo Vale da Revolta. Ele foi submetido à cirurgia, sendo retirado um projétil de pistola, aparentando ser de calibre 380 e, segundo informações do hospital, o estado do paciente inspira cuidados. A vítima, moradora em Juiz de Fora, Minas Gerais, trafegava pela Rodovia Rio-Bahia, tendo como destino a cidade de Armação de Búzios, quando teve o carro atingindo por um tiro.
De acordo com informações da polícia, em determinado ponto da BR-116 o veículo da vítima foi fechado por um Fiat Palio de cor prata, onde um elemento forte, alto, aparentando 35 anos, barba e sobrancelha fechada, trajando jaqueta de couro preta, calça bege e boné de cor clara, saiu do carro com uma lanterna apontando a luz na direção da vítima. O elemento que estava sentado no banco do traseiro do carro do elemento efetuou um disparo, acertando a vítima. Depois do tiro, o elemento que portava a lanterna disse ao comparsa que a vítima não era o alvo, acrescentando: “Não são eles”. Os bandidos fugiram em direção ignorada. A vítima foi socorrida e levada ao HCT. Após ela dar entrada, Policiais Militares do 30º BPM foram acionados e conduziram a ocorrência para o registro na delegacia. O delegado substituto da 110ª DP – Wellington Pereira Vieira, instaurou o inquérito policial e iniciou as investigações. Ele acionou o serviço de Inteligência do Exército para acompanhar as investigações. O delegado esteve no local onde a vítima foi alvejada e também no hospital, onde apreendeu o projétil retirado do corpo do militar. Segundo o delegado, já iniciou as diligências a fim de localizar o autor do crime e já está em busca dos acusados.
Skip to content