Escolha uma Página
Um fuzil calibre 7.62, que havia sido furtado há pelo menos dois dias da reserva de armamento do 26º Batalhão de Infantaria Paraquedista, na Vila Militar, foi encontrado na noite dessa sexta-feira. Depois de descobrir o caso na tarde de quinta-feira, militares fizeram rondas nos arredores dos morros da Pedreira e da Lagartixa, em Costa Barros. Mas a arma acabou devolvida após negociação com o Setor de Inteligência do Exército.
O fuzil foi levado do quartel por um homem que se identificou como militar. Há suspeitas de que ele já tenha servido na unidade e agora teria ligação com traficantes das comunidades.
Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi aberto para apurar a conivência de algum integrante da unidade no desvio. Parte dos 700 homens que compõem a tropa do batalhão chegou a ficar detida para depor no IPM.
No sábado, um outro fuzil havia sumido, também de um quartel de paraquedistas, depois de um soldado ser agredido. A arma, que seria levada para o Jacarezinho – acabou encontrada horas mais tarde dentro do próprio batalhão.
Skip to content