Escolha uma Página
E meio à denúncias de militares que participaram do exercício que vitimou o cabo Diego Augusto de Lima Leite e do soldado Antônio José dos Santos Neto ,em 26 de novembro, na região do Rabicho, em Mato Grosso do Sul, o IML de Corumbá pediu dilação de prazo para a divulgação do resultado da autópsia, que deve apontar a causa da morte dos militares, devido ao atraso no recebimento de alguns exames solicitados pelo Instituto. O delegado de Polícia Civil, Enilton Zalla, tão logo receba o laudo, deverá encaminhá-lo ao predisdente do Inquérito Policial Militar, mandado instaurar pelo Comandante do 17º Batalhão de Infataria de Fronteira, de Corumbá.

Participantes do exercício em Ladário informaram a reportagem do Correio do Estado que realizaram longas jornadas sem água nos cantis, carregando mochilas pesadas sob calor de 40º. Segundo os denunciantes, as refeições servidas pelas mãos sujas dos superiores. 
Com informações do Correio do Estado e Midiamax

Skip to content