Escolha uma Página
Guilermo Zuloaga, dono da GLOBOVISIÓN, única emissora de TV (ainda) independente no paraíso chavista, responde:
“Muito pouco. Quando terminarem de fechar todas as formas de acesso livre à informação, então teremos ingressado em uma ditadura.
Chávez quer tirar 240 rádios do ar. Nenhuma das que estão na lista, obviamente, é chavista. Também quer proibir que as estações de Caracas transmitam para o restante do país. Se isso acontecer, somente o presidente poderá falar em cadeia nacional.
Nas bibliotecas públicas, todos os livros de direita ou que não estavam de acordo com a ideologia oficial foram jogados fora.
Os jornais impressos continuam independentes, mas alguns donos já reclamam que não conseguem importar papel, porque o Cadivi não libera os dólares.
Na televisão a cabo, o governo está discutindo uma lei para limitar o acesso aos canais venezuelanos.
Em relação à Globovisión, o governo não nos deixa ampliar a cobertura para outras cidades. Temos sinal aberto em apenas três cidades.” Leia mais aqui.
Da Veja.
Skip to content