Escolha uma Página
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, defendeu nesta quarta-feira (1º) a manutenção do serviço militar obrigatório para os jovens brasileiros. Ao ser questionado sobre propostas em tramitação no Congresso Nacional destinadas a tornar o serviço facultativo, durante audiência pública promovida pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), ele sustentou que a obrigatoriedade ajuda a fazer das Forças Armadas um retrato mais fiel da sociedade brasileira.
Na opinião do ministro, acabar com a obrigatoriedade do serviço militar significaria “descolar as Forças Armadas da nação”. Os efetivos das três Forças são profissionais, admitiu. Mas a inclusão em seus efetivos apenas de brasileiros provenientes dos setores mais pobres da sociedade – o que poderia ocorrer com o fim da obrigatoriedade – levaria a uma situação em que as Forças Armadas seriam “pagas para defender o Brasil pela outra parte de brasileiros”
– É isto o que queremos? Nossa opção sempre foi a de ter ali um grande nivelador republicano. As formaturas de turmas de militares nas Agulhas Negras ou em Piracicaba sempre demonstram que existe entre os formandos uma mistura de classes sociais. Perderemos isso se o serviço for exclusivamente facultativo – alertou. Leia mais.
Skip to content