Biden concede perdão a militares veteranos gays

Presidente Joe Biden em pronunciamento nesta sexta-feira (18)
ALEX WONG/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/GETTY IMAGES VIA AFP - 18.02.2022

Biden concede indulto a veteranos LGBT. Gesto restaura a honra e abre caminho para que 2000 ex-militares tenham acesso a benefícios.

No que marca um evento surpreendente nos Estados Unidos, o presidente Joe Biden concedeu um perdão a aproximadamente 2 mil veteranos das Forças Armadas, que foram previamente condenados por atos de sodomia sob uma lei militar.

Segundo palavras do próprio presidente, “este é um passo necessário para garantir que a cultura das nossas Forças Armadas reflete os ideais de respeito e decência que são a base da nossa grande nação”.

O que motivou a ação de Biden para perdoar os veteranos LGBT?
A lei conhecida como “Don’t Ask, Don’t Tell” (Não pergunte, Não conte), vigente até 2011, e o Artigo 125 do Código Uniforme de Justiça Militar (UCMJ) são exemplos de como a orientação sexual era tratada diferente nas questões militares. Essas diretrizes resultavam, muitas vezes, em condenações e dispensas desonrosas para os envolvidos, restringindo acessos a benefícios e serviços normalmente disponíveis para outros veteranos.

Quais são as implicações práticas do perdão?
Apesar dos indultos não modificarem diretamente os registros dos militares condenados, eles habilitam os beneficiados a solicitarem um certificado de perdão. Esse documento é um passo crucial para alterar o status das suas dispensas e, consequentemente, para pleitear os benefícios anteriormente negados. De pensões a empréstimos para habitação, o perdão permite uma reavaliação significativa das circunstâncias desses ex-militares.

Quais são os próximos passos após receber o perdão?
Para efetivamente retificar os erros do passado, o governo Biden estabeleceu um processo que inclui a submissão de uma aplicação online. Após a obtenção do certificado de perdão, os indivíduos precisarão entrar em contato com o conselho de correções do departamento militar respectivo para solicitar as correções de seus registros. Além disso, foi mencionado que advogados poderão prestar assistência jurídica gratuita para facilitar todo o processo para os ex-militares impactados.

O Antagonista

Uma resposta

  1. Segue uma versão aprimorada do texto:

    “Esses atos políticos são peculiares. Indivíduos foram condenados inicialmente pelos “crimes” cometidos e, em seguida, o governo, embora concordando com a condenação, concedeu-lhes um perdão. No entanto, ao aceitarem o perdão, esses indivíduos acabaram sendo novamente condenados, ao reconhecerem que seus atos foram, de fato, “criminosos”.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo