Deputada quer Exército atuante no resgate de animais domésticos no RS

Marco Aurélio salvou três filhotes de cachorros de área alagada em São Sebastião do Caí — Foto: Jonas Campos/RBS TV (2023)

Cerca de 3.500 animais já foram resgatados no Estado; 83 pessoas já morreram e outras 111 estão desaparecidas
Vinícius Nunes
O ministro José Múcio (Defesa) foi instado a criar um plano emergencial com as Forças Armadas para o resgate de animais domésticos, silvestres e de criação de pecuária no Rio Grande do Sul.

A deputada professora Luciene Cavalcante (PSol-SP) também pede que sejam instalados hospitais veterinários de campanha em áreas estratégicas do Estado para o cuidado dos animais. Oficialmente, pelo menos 3,5 mil animais já foram resgatados, mas o número deve ser maior.

A ONG Grupo de Resposta a Animais em Desastre (Grad Brasil) diz que, em apenas um dia, já resgatou mais de 100. Todos foram realocados nos municípios de Esteio e São Sebastiao do Caí, na região metropolitana de Porto Alegre. Outra ONG, a Campo Bom pra Cachorro, de Campo Bom, diz que já tem 200 animais retirados das águas por voluntários.

Professora Luciene também diz que é necessário um plano de assistência aos pecuaristas para resgatar e abrigar os animais de criação como suínos, bovinos, aves, entre outros.

No Estado, já morreram 85 pessoas e outras 134 estão desaparecidas, segundo os últimos dados da Defesa Civil do Rio Grande do Sul. Mais de 153 mil estão desabrigadas e pelo menos 1,1 milhão foram impactadas pelas fortes chuvas.

METRÓPOLES

13 respostas

    1. Exército só pensa em salário. Tanto de gente desabrigada, morrendo e vcs só falam de aumento. Pela inutilidade de vocês estão é ganhando muito, tinha é que diminuir o salário de vocês.

  1. a deputada pessonhenta quer que se dê prioridade aos animais, ou seja entre salvar uma vida humana e a deum animal , salva o animal agora se ela fosse uma das vitimas com certeza eu salvaria o animal.

  2. Montedo, Boa Tarde! Grande parte do RGS está sobre o aquífero Guarani, razão de muitos rios, lagunas e lagos. Não seria interessante e emergencial perfurar alguns poços artesianos para suprir as necessidades imediatas da população?

  3. Agora quer ajuda dos Militares pra tudo. Depois ficam Falando que Militares são ditadores… chama a turma do MST também. Duvido que eles vão. Esquerda maldita.

  4. O que aconteceu? Tinha o PAC no governo Dilma em 2015 que previa o investimento e também tinham sobre a trajeita na perversão do aconteceu e aí entrou o temer acabou com o ministério achava que não era nescessário e veio o Bolsonaro negando a ciência e continuou o projeto do temer. E agora a culpa é de quem???

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo