Equipe da FAB resgata família isolada pelas cheias no RS (vídeos)

Chuva no Rio Grande do Sul vai seguir. Lajeado volta a sofrer com enchente meio anos após as grandes cheias históricas do Rio Taquari do segundo semestre de 2023. Rios devem subir ainda mais com perspectiva de chuva intensa a extrema nos próximos dias. | AGEU KEHRWALD

Estado tem muitas áreas isoladas devido aos grandes volumes de chuva

Candelária (RS) – No final da tarde de ontem (30), a FAB conseguiu resgatar uma família que estava ilhada em uma casa com risco de desabamento. Os moradores foram içados e transportados da região de Candelária até Santa Cruz do Sul.

Uma aeronave H-60 black hawk, com capacidade para resgatar até 20 pessoas, tentou decolar novamente até o município por volta das 20h30min de terça-feira e voltou a repetir a tentativa às 2h30min da madrugada desta quarta-feira. Em ambos os momentos não houve condições climáticas que permitiram o voo.

As aeronaves utilizadas na operação pertencem ao Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5°/8° GAV), lotado na Base Aérea de Santa Maria (BASM).

Dezenas de pessoas já solicitaram apoio aéreo para deixar os locais de alagamento na região. Segundo os Bombeiros Voluntários de Candelária, pelo menos 20 pessoas que residem na localidade de Rebentona estão isoladas. As ações de resgate das vítimas também contam com o apoio dos Bombeiros Militares de Cruz Alta, que montaram um posto de comando na sede dos Bombeiros Voluntários de Candelária para auxiliar nas buscas.

Das 18 pessoas consideradas desaparecidas no Rio Grande do Sul em razão das chuvas, oito delas são do município de Candelária.

A mobilização para resgates foi intensificada ontem após o governador Eduardo Leite apelar por ajuda do governo federal. “São muitas as localidades que precisam das nossas equipes de bombeiros, além de FAB, Exército e Marinha. A situação é crítica e ainda temos prognósticos de chuvas intensas”, projetou. “É um momento de desastre com perdas de vidas, queremos evitar mais.” O pedido foi respondido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que confirmou a mobilização de ministérios.

Com informações da @faboficial, Correio do Povo e MetSul

4 respostas

  1. Parabéns aos tripulantes e mantenedores destas formidáveis máquinas pelo excelente trabalho prestado a população gaúcha!!!

  2. Não houve condições climáticas que permitiram o vôo… Sério?!
    Pqp… são dezenas pessoas ilhadas, e fazem manchete salvando meia dúzia
    É preciso colocar essa cláusula nos crimes de guerra… um país não pode ataca outro em condições climáticas desfavoráveis pois não há condições de vôo para Aeronaves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo