Preso há um mês, Mauro Cid será lembrado em ato de Bolsonaro no Rio

Mauro Cid (de farda verde) caminha ao lado de Bolsonaro em viagem aos EUA: ajudante de ordens tornou-se mais do que um 'carregador de pasta' do presidente Foto: Alan Santos/Presidência da República/08-03-2020

 

Ex-ajudante de ordens do ex-presidente foi para a cadeia pela segunda vez por conta de áudios revelados por VEJA em que levanta suspeitas sobre STF e PF

ROBSON BONIN

Nesta segunda-feira, o tenente-coronel Mauro Cid vai completar um mês na prisão — pela segunda vez, por conta da divulgação de áudios revelados por VEJA no qual o delator levanta suspeitas sobre o STF e a PF.

O ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro será lembrado no ato deste domingo, em Copacabana, no Rio de Janeiro, convocado pelo ex-presidente.

Como mostra o Radar na edição de VEJA que está nas bancas, o pastor Silas Malafaia vai abrir o verbo contra o Supremo.

RADAR (veja)

13 respostas

    1. Quem vai tomar, uma atitude pegando em armas e ir invadir o quartel, aonde o Cidinho está preso e libertar ele dessa prisão do Xandão, que é um “ditador da toga”?

      1. Ia responder “Forças Especiais”. Mas lembrei dos FE que desmaiaram recentemente, incluindo o próprio Cid-filho.

        E Chapolim Colorado já faleceu.

        Assim, ninguém irá defendê-lo.

    1. Lembro quando saiu o escândalo referente ao TC Cidinho. CMT cia devidamente autorizado pelo Gen, pq é isso o que eles fazem quando um Oficial fez merda, começam a propagar mentiras para que as praças acreditem ou caiam no esquecimento. Pois bem, O cmt cia falou: Senhores, está sendo muita coisa na mídia referente ao TC Cid, são apenas falácias e especulações, e o TC Cid é 01 de turma, Comando e Forças Especiais, é um exemplo e muito querido pela turma. Pois é!!!!kkkk réu confesso e de tornozeleira.

      1. Na guarnição em que servia até ano passado, foi o próprio General comandante da guarnição quem “passou pano” para o cid numa reunião com oficiais, subtenentes e sargentos.

        Agora, aquela velha e conhecida pergunta retórica:

        – E se o Cid fosse praça, a medalhinha Marechal Hermes faria alguma diferença?

  1. Que ele sirva de lição para ser aprendida pelos militares em querer agradecer seus chefes de qualquer forma, sem obedecer as leis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo