Militares temem que ato do 8/1 volte a azedar relação com Planalto e reacenda críticas

Foto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do ministro da Defesa, José Mucio, e dos três comandantes das Forças Armadas
Ricardo Stuckert/PR

A convocação pelo presidente Lula (PT) de um ato em memória aos ataques do 8 de janeiro virou motivo de apreensão no meio militar

CATIA SEABRA
Oficiais ouvidos pela Folha reservadamente afirmaram estar preocupados de que o evento reacenda críticas à vinculação de militares com o governo Jair Bolsonaro (PL) e à postura permissiva dos ex-comandantes com os acampamentos golpistas que se formaram em frente a quartéis, após a vitória eleitoral do petista no final de 2022.

Receosos com a repercussão do aniversário do 8 de janeiro na caserna, os atuais comandantes das Forças Armadas chegaram a questionar o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, sobre a necessidade de participar da cerimônia no Senado Federal, prevista para a tarde de segunda-feira (8).

São esperados cerca de 500 convidados, entre ministros de Estado, governadores, parlamentares, lideranças da sociedade civil e integrantes da cúpula do Judiciário, entre outros.

Os comandantes argumentaram que o ato terá caráter político e que, por isso, eles deveriam ser dispensados de participar e Múcio teria de representá-los.

O tema foi tratado durante um almoço entre os comandantes da Marinha, almirante Marcos Sampaio Olsen, do Exército, general Tomás Miguel Ribeiro Paiva, e da Aeronáutica, brigadeiro Marcelo Kanitz Damasceno, e o próprio Múcio.

As objeções já tinham sido discutidas entre os chefes militares em conversas informais que antecederam a reunião com o ministro.

De acordo com pessoas com conhecimento do assunto, Múcio ressaltou a importância da participação dos comandantes por se tratar de um convite de Lula, formulado em conjunto com os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso.

Além dos chefes das Forças, o secretário-geral do Ministério da Defesa, Luiz Henrique Pochyly da Costa, e o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Renato de Aguiar Freire, deverão comparecer à cerimônia no Congresso Nacional.

A superação desse impasse não afasta o temor de que o ato, batizado de Democracia Inabalada, acabe por reabrir feridas entre militares e governo e reacenda o clima de tensão de um ano atrás.

A relação entre Lula e as Forças Armadas foi marcada por desconfianças desde a transição, mas houve um gradual distensionamento nos últimos meses. O pano de fundo da desconfiança sempre foi a avaliação, entre conselheiros de Lula, de que oficiais de alta patente estavam comprometidos com o projeto político de Bolsonaro —capitão reformado do Exército.

O próprio Lula já sinalizou que viu participação de fardados no 8 de janeiro.

Poucos dias depois das cenas de vandalismo em Brasília, ele declarou em entrevista à GloboNews que os ataques eram um “começo de golpe de Estado” e que integrantes das Forças Armadas que quiserem fazer política têm de tirar a farda e renunciar do seu cargo.

“Enquanto estiver servindo às Forças Armadas, à Advocacia-Geral da União, no Ministério Público, essa gente não pode fazer política. Tem que cumprir com a sua função constitucional, pura e simplesmente”, declarou na ocasião.

Integrantes das Forças Armadas relatam estar preocupados com o ressurgimento de movimentos como o Sem Anistia, marcado pela cobrança de punição aos participantes dos ataques de 8 de janeiro, entre eles os fardados.

Há ainda o receio sobre uma possível reação de militares da reserva, sempre mais ruidosos do que os da ativa.

Outro foco de apreensão é que o ato político volte a impulsar dentro do PT propostas no Congresso para tentar extirpar atribuições dos militares e alterar o artigo 142 da Constituição.

Enquanto as investigações relacionadas aos ataques golpistas miram os vândalos presos nos prédios públicos, os incitadores em frente ao quartel-general do Exército e os financiadores, até o momento altos oficiais das Forças Armadas estão livres de responsabilização —apesar de vozes influentes do Executivo e do Judiciário considerarem que eles foram, no mínimo, omissos.

Na sexta (5), o Exército disse em nota que houve punições a dois militares no âmbito do 8 de janeiro, mas não detalhou quais condutas causaram a punição disciplinar e quais foram as penalidades.

A Força também disse que abriu quatro processos administrativos (sindicâncias) para apurar eventuais irregularidades nas condutas de militares, mas que não encontrou indícios de crimes.

O Exército também abriu quatro inquéritos policiais militares, que foram concluídos e encaminhados à Justiça Militar. Em um dos casos, o coronel da reserva Adriano Camargo Testoni foi condenado por postagens ofensivas a seus superiores hierárquicos em grupos de conversas no 8 de janeiro. A pena imposta a ele foi de um mês e 18 dias de detenção, em regime aberto.

FOLHA

26 respostas

  1. Quando vejo essa foto me lembro do refrão da Música da Kelly key.

    Vem aqui que agora eu ‘to mandando
    Vem meu cachorrinho, a sua dona ‘tá chamando
    Vem aqui que agora eu ‘to mandando
    Vem meu cachorrinho, a sua dona ‘tá chamando
    Vem aqui que agora eu ‘to mandando
    Vem meu cachorrinho, a sua dona ‘tá chamando
    Vem aqui que agora eu ‘to mandando
    Vem meu cachorrinho, a sua dona ‘tá chamando
    Sit, junto, sentado, calado
    Sit, junto, sentado e calado.
    É só uma conjectura da minha mente e pelos momentos que estamos passando.

    1. Isso é arapuc,a igual ao 08 de janeiro, para alimentar as narrativas. Participando ou não do convescote as FFAA continuarão a ser alvo de depredação da esquerda.

    1. A Rejeição de Lula nos quartéis está ligada à falta de valorização da carreira militar praticada pelo atual Mandatário e que esteve presente nos outros Mandatos do PT!

      Lula…conhecido como “presidente das migalhas” Vangloriava-se nos corredores do Planalto por arrochar os vencimentos da Caserna!!!

      Precisamos de reajuste nos soldos urgentemente!!

      Esse gesto será importantíssimo para de um vez afastar a rejeição à Lula nos quartéis!

  2. Olhem pelos hospitais militares, o HMAR esta caindo cheio de reformas inacabadas, se ficar doente e precisar ser encaMinhado para um especialista conveniado Só se estiver morrendo, estou a 3 meses esperando uma vaga p fazer um exame e nao consigo Não tem verba. No HMAR a coisa esta tao feia que o diretor medico foi exonerado, o diretor atual do HMAR e um Cel Infante, nunca vi uma coisa dessa.

  3. Procure a imprensa e o ministerio publico federal (nao o militar).
    Eles resolvem.

    Meu Deus um INFANTE em um hospital, por isso os medicos de escola nao aguentam e vazam.

    Explica no misterio publico para que um infante é formado, o que ele estuda na amam, e depois explique quais sao os requisitos para ser diretor de hospital, assim como chefe de farmacia eles existem e sao dados pelo CRM, existe um motivo nisso bem óbvio, nao deixe que brinquem com sua vida.
    Eles querem homens para comandarrrr kkkk

    1. A relação não está azeda…..ESTÁ PODRE!!

      Revanchismo de Lula reflete diretamente nos salários dos militares que estão defasados….

      Lula Está arrochando o salário dos Praças!!!

    1. Ao efetivo cuja sobrevivência está abalada devido aos Baixíssimos soldos, espera-se que essa página seja virada e que o “Chão De Fábrica” que nada tem haver com tudo isso seja concedido reajuste nos soldos para que possamos cumprir nossa missão constitucional em paz!

  4. mais queimados do que os militares já estão, não tem como. Já era. Reputação lá no ralo. Só tem alguma moral com a galera do bolsa família, e olhe lá.

  5. Passando para lembrar se o QE é de carreira ou não o que importa mesmo lula vai promover todos os QEs no seu governo só com uma canetada. Só para lembrar aos Recalcados, mal amados, recalcados, ciumentos e com essa paixão pelos QEs. Vai Cuidar da sua família se ainda tem ,pois pessoas assim que nem você nena família aguenta. Para lembrar você que seus gritos nem os pássaros escutam. Fique criticando e chorando que mão depende de você. A melhor frase do dia. Qualquer idiota pode criticar, pois a crítica sempre é mais fácil do que correr atrás das minhas coisas. Para uns meias palavras bastam e para outros nem desenhando uma caneta bic resolve. Outa frase do dia. Se fala o que não deve ou que não quer.. Para você apaixonado pelos QEs e carregando uma paixão platônica pelos QEs. O silêncio vale ouro. Nada melhor que um dia após o outro o tempo é o senhor absoluto da razão

  6. Difícil acreditar que um homem da espécie do Lulla carregue qualquer indício de pacificação em seu espírito. Confiar nele é O mesmo que estender a mão para cumprimentar uma víbora e acreditar que não vai ser picado. Como confiar em um homem com o histórico de cadeia que ele tem ? e ainda se compara à quarta serpente mais perigosa do brasil, a jararaca.

  7. e vai azedar muito não é pouco não, como sempre os Comandantes continuarão a fazer papel de bobos da corte de Lula ( só decepção )

  8. kkkk… a alma do vendilhão sindicalista que se reunia com os patrões depois das greves para, em lugar de permitir a dispensa de 5 mil de uma vez autorizava a dispensa de 100 por dia, puro traíra. Abram o olho! Perguntem à Heloísa Helena quem é o Mullah.

  9. Lula é um trilhão de x mais confiável do que o ex presidente Jair Messias Bolsonaro o falso Messias, espalhador de fakes, ódio e usa Deus em vão o pai da mentira. Gente fala que lula é d dar migalhas e o Bolsonaro que é de retirar de quem ganha menos e enfiaram no próprio bolso. O pior cego não é que não vê e sim os que não enxergam.. exemplos. Alguns Bolsonaristas .os patriootarios até hoje se agarrando em fakes e achando que o povo é otário. O tempo é o senhor absoluto da razão..

  10. Estão preocupados é com a relação pessoal deles com o governo já que consta que as FA fazem parte do poder executivo e estão a ele subordinadas e não há do que se falar em ter ou não relações com aquilo de que se faz parte.

  11. Avisar anonimus gourmet o Lula mandou avisar homem prevenido vale por milhões e que ele não trabalha só com uma caneta e sim com várias e na falta os QEs alcançarão a caneta bic. Agora não chola não. O tempo é o senhor absoluto da razão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo