Paraíba entra na disputa para tirar Escola de Sargentos do Exército de Pernambuco

(Araçoiaba - PE, 23/03/2022) Cerimônia de Lançamento da Pedra Fundamental da Nova Escola de Sargentos do Exército.
Foto: Isac Nóbrega/PR

Campina Grande quer tirar Escola de Sargentos do Exército de Pernambuco
Não é a primeira vez que o Comando Militar do Nordeste alerta para o risco de perda da Escola de Sargentos

Jamildo Melo

Enquanto encontra resistências de grupos de interesses em Pernambuco, a implantação da Escola de Sargentos do Exército (ESA) é disputada por outros atores até mesmo no Nordeste. O blog de Jamildo apurou que o prefeito de Campina Grande, na Paraíba, Bruno Cunha Lima, ligou para o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, oferecendo a cidade para abrir o projeto educacional e de desenvolvimento. Bruno Cunha Lima é filiado ao União Brasil (UNIÃO) e foi deputado estadual da Paraíba.

Em entrevista exclusiva ao blog de Jamildo, nesta quinta-feira, o general Joarez, responsável pela implantação do projeto de Estado, já havia repetido que não faltam interessados.

“Toda vez que acontece um ruído aqui, os estados do Rio Grande do Sul e Paraná entram em contato e se oferecem, se colocam como parceiros para sediar a escola”. Até a cidade de Campina Grande já procurou o MD se apresentando como alternativa.

O interesse se justifica pela expectativa de geração de emprego e renda. São mais de R$ 200 milhões por ano somente no pagamento de salários aos professores e estudantes, com algo em torno de 5 mil empregos diretos. Algo que poderia mudar a face da porção oeste do Estado.

“Eles (os concorrentes) sabem do ganho com um empreendimento desta magnitude, mas queremos continuar neste rumo, pois o Nordeste precisa mais do que o Sul e o Sudeste”, comentou, em um primeiro momento.

“É como se fosse uma nova Aman, agora no Nordeste”, já afirmou o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, ao explicar os impactos econômicos e sociais do projeto.

Para que tanto sargentos, a gente não está nem em guerra?
Na conversa exclusiva com o blog de Jamildo, o general Joarez respondeu um questionamento de um integrante do Grupo de Trabalho (GT) criado pela governadora Raquel Lyra, em relação ao empreendimento, na semana que passou.

Joarez explicou que o Exército está passando por uma mudança de paradigmas, porque hoje a formação é concentrada no Sul e no Sudeste.

“No entanto, o Exército brasileiro é nacional, não é (ou não deveria ser) regionalizado. Hoje, a escola de formação de oficiais é em Resende e acaba, pela localização, tendo uma maior atratividade na região que fica em seu entorno, Sul e Sudeste. Com essa nova escola, vamos descentralizar”

Para um bom leitor, descentralizar aqui não representa apenas criar novas oportunidade, na região mais pobre do Brasil, mas também promover a integração nacional por meio e entre as próprias Forças Armadas.

“A escola de sargentos já foi descentralizada, mas hoje a formação se dá em 16 locais pelo Brasil, notadamente Rio de Janeiro e Minas Gerais. O que se pretende é a centralização, em busca de economicidade e foco no processo educacional. Em uma palavra, novamente: o Exército não pode ser regionalizado. Assim, termos maior atratividade no Norte e Nordeste é extremamente positivo (para as Forças Armadas e para o próprio Brasil)”.

JC

61 respostas

        1. Percebe-se que não sabe o que diz. No Governo Bolsonaro os militares, no geral, ganharam foi muito serviço e desgaste da imagem, somente isso.

    1. Os três atuais comandantes das FA já devem ter dito ao Barba que não precisam de reajustes.

      São todos “legalistas” e “dedicados” à Pátria.

      1. Exatamente… quem entra para as FFAA pensando em enriquecer, está muito enganado. Ser militar é vocação e dedicação para com a Pátria.

        1. Então passa para cá seu soldo.
          Eu fiz concurso para ter aposentadoria, estabilidade e boa condição de vida.
          Vai ser laranjeira e devolve seu soldo por uma GRU.
          Minua familia primeiro, a patria depois. Nao há pátria sem familia, meus filhos não são cachorro sem dono, nem eu gosto mais do coronel do que deles.

    2. Os Sargentos do nosso exército estão com salários super defasados e ficam Discutindo em gastar pra mudar sede do cacete da escola… e muita Sacanagem. Bando de melancias que se venderam e abandonaram a tropa e povo.

    1. Quando se escolhe a “carreira” do serviço público, 02 portas se fecham: a da pobreza e a da riqueza. Se tem rico no serviço público, algo está errado.

    2. Exatamente, só de Auxílios-Fardamentos de Cabos para 3 Sgt, 3 para 2 Sgt, de 2 para 1 Sgt e de 1 Sgt a Sub, daria milhões de reais.
      Sem falar nos devidos pagamentos dos salários atrasados a quase 30 mil militares do Quadro Especial das Três Forças.
      Mas acho que essa verba para a desnecessária construção das novas instalações da ESA daria pra pagar todos Sub QE’s.

    3. Eu gostaria muito de ver estas pessoas que falam absurdos, como esse de promoção a Subtenente, realizando um CFS de carreira, nas instruções de topografia, Emprego das armas, etc. Ah, como gostaria de vè-los durante as provas, tendo que estudar assuntos ministrados há 2 ou 3 meses, de modo acumulado. Dai, queria ver se eles falariam tantos absurdos, como os que escrevem aqui, sem sequer ter noção do histórico dos militares de carreira, a começar pelo concurso. Só Deus na causa mesmo!

  1. No fim das contas não respondeu, pra que tanto sargento ? Precisamos é de salário maior, mesmo que isso implique maiores responsabilidades. Formam 1200 sgt por ano, para acompanhar cabos e soldados fazendo faxina ou marchando no sol quente. Em vez de formar 400 combatentes padrão comandos e 100 administradores de qualidade. Brasil não tem guerra, não vai entrar em guerra e se entrar os primeiros a se matarem serão os cabos e soldados, matando Sgt e oficial que se acham a ultima bolacha do pacote.

    1. Sr General, te faço três importantes Perguntas:
      1°) o porquê de serviço militar obrigatório?!?!
      2°) o porquê de voto obrigatório nas eleições?!?!
      3°) Como é possível essas duas leis estúpidas, esdrúxulas e antidemocráticas, em pleno século XXI, na 3ª maior democracia populacional do 🌎?!?!

    2. Verdão, mas ja reduziram Bastante. O numero de ofici é que e excessivo, tqnto carreira como temporarios. Um quattel general é entupido de ofici com poucas Funções e os mais antigoes mais Tranquilos.

    3. Pra aliviar a escala né, cara pálida. Pra que mais se precisaria de tanto sargento formado? Pra inflar a reserva depois? E ficar trancando o aumento de soldo do pessoal da ativa?? Ai é mole…
      O pensamento mais sensato seria aumentar o efetivo temporário e diminuir o efetivo de carreira. Simples assim. Profissional de carreira foca na formação dos líderes temporários, que irão formar os recrutas e reservistas de modo geral. O pessoal de carreira fica com a vivência nacional, transferências, mobilidade, PNR, salário compatível, etc.. O pessoal temporário foca na formação da reserva e aproveita a vivência regional… Mas acho que tem que ter ECEME pra pensar essas coisas… estou delirando.

  2. Para que gastar tanto dinheiro costruindo a ESA, sei la onde, deixa ela em Três Corações- Mg, Estams precisando no momento, de aumento de Vencimentos, para ao menos termos uma vida ,mais digna e morar dignamente. mais importante no momento,, do que construir ESA.. e a saúde financeira da tropa, que sofre com baixos vencimentos .A policia Federal e a PRF, já foram contemplados com aumentos de Vencimentos, em Ago de 24, 25 e 26, nós praças, vamos ficar vendo navios, cadê nossos chefes, Triste não.

    1. O nascedouro do EB NÃO quer a nova ESA, ou seja, não necessitam desse aporte de investimentos.
      Q a nova ESA seja construída no Sul do Brasil (Santa Maria) q tem ➕ história e apego com FFAA.

  3. O Exercito não consegue dar um salário digno aos sargentos e está preocupado em criar escola para desenvolver o nordeste?! E a recomposição salarial?

  4. Espero e torço que o exército tire logo essa escola de Pernambuco é muita gente torcendo contra e muito mi mi mi, se eu fosse o ministro da defesa já teria me posicionado a respeito. Se Pernambuco não quer não têm problema acho até melhor a escola ir para campina grande na Paraíba ou até mesmo natal no Rio grande do Norte seria maravilhoso melhor que o estado de Pernambuco.

  5. Nesse caso só quem vai perder e a sociedade e o estado de Pernambuco pois, os ambientalistas, professores e especialistas universitários e de ONGs estão com os seus salários no bolso que não é pouco ganham muito bem para a construção de narrativas exageradas. Em relação a salário nas forças armadas e carreira todos sem exceção já entraram sabendo quanto ganha e que e um trabalho de dedicação exclusiva. Forças armadas não é um emprego e sim uma filosofia de vida! Está insatisfeito: peça pra sair, simples assim.

  6. Pra que 500 deputados? Pra que 100 Senadores ? Pra que 13 ministros no STF ? Pra que 40 Ministérios no governo ? Isso até hoje ninguém pergunta ou quer saber…kkkkk

    1. Realmente, não razão lógica para SUSTENTARMOS 513 deputados federais, 81 senadores e 13 ministros do STF, sem contar os inúmeros “assessores”.

  7. Sou Militar da artilharia da reserva,não deveria ter nada disso,esses generais melancias deveriam ir para a reserva são traidores da Pátria dão continência para um ex ladrão presidiário VERGONHA NACIONAL

  8. Um Exército que elegeu como atividade-fim formatura e reunião só poderia priorizar o que não é prioridade.

    No momento, construir uma escola dessa envergadura não deveria ser prioridade, haja vista as inúmeras prioridades verdadeiras aguardando solução.

    Um exemplo: PNR, especialmente para praças.

    Inúmeros militares são transferidos à revelia para guarnições sem PNR sucificiente e com alto custo de vida. Resultado: o militar acaba se endividando, “pagando” para trabalhar.

    O ministro Gilmar Mendes, do Supremo, emitiu um voto que deveria envergonhar o ACE. Há alguns anos atrás um militar recorreu na justiça para receber todo o valor dispendido em aluguel, alegando que na guarnição para que fora transferido não tinha PNR suficiente.

    O caso chegou ao STF e o ministro Gilmar Mendes, relator do caso, julgou procedente os pedidos do militar. E ainda deu um “puxão de orelhas” no exército. Declarou que o militar não pode ser responsabilizado pelo descaso da Administração. Que o Estatuto dos Militares já tinha mais de 30 anos e a Administração não fez nada para garantir o direito de moradia do militar previsto no Estatuto.

    O valor dispendido na construção dessa escola deveria ser revertido para construção de PNR.

    A construção dessa escola agora somente se justificaria se o brasil estivesse na iminência de entrar em guerra e necessitasse com urgência de um local para a formação e capacitação de um grande número de sargentos.

    Depois, vivem falando em videozinhos de Natal ou escrevendo em Diretrizes ou Noticiários que a “família militar” é prioridade da Força.

    Acho que a “preocupação” com a família militar e com a dimensão humana da Força não passa de um discurso genérico para atender, unicamente, ao “politicamente correto”.

    Aguardemos o próximo ano com mais “prioridades” sendo atendidas.

  9. Querem um lugar amplo e bem equipado para a formação dos sargentos?

    Simples. Manda os cursos de formação de sargentos para Rezende. Construa uma Escola de Sargentos dentro da área da Aman e compartilhe os equipamentos.

    Simples e com o uso de pouco dinheiro do erário já combalido.

  10. Este pais precisa e de PROFESSORES muito bem formados para que haja desenvolvimento e mais igualdade. Povo semi analfabeto so oportuniza o aumento das classes dominantes pois ignorsnte nao tem discernimento, nao raciocina e nao conclui que so serve para ser explorado. Haja vista os absurdos existentes beneficiando legislativo, judiciario, cupula do executivo , das Forças armadas e o empresariado espertalhão!

  11. Deveriam valorizar os QE e construírem uma ESA só pra eles.
    Assim parariam de falar que QE não é de Carreira.
    Mas, independentemente, são de Carreira.

  12. E, se me permite, complemento:

    ao ouvir ‘luta pela democracia”, “pela diversidade”, “pela inclusão”, “união”, “nós contra eles”….saía em disparada. Pois é a senha para estar ao lado do “chefe” do “inferno”.

    Um próspero ano-novo!

    1. Concordo plenamente contigo. É de vital importância EXTINGUIR a esmagadora maioria das OM do Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. É IMPERATIVO utilizar todo esse efetivo e MEM para suprir as necessidades das Guarnições q fazem fronteira com os países da América do Sul.

  13. Das turmos de 2000 prq fr ja sqiram mais de 30% dos sargen para out concur

    O Exército nao os valorizam, so aumentam o tempo pra Promoção.

    A Promoção dos Oficiais se mantem Inalterada.

    Quem esta Pagando a reforMa do bolsonaro e o Praça!!!

  14. Querem desmatar em torno de 130 hectares de mata atlântica para implementar essa ESA. Vão procurar outro lugar,por que Aqui em PE vai ter luta.

  15. Os melancias querem construir novo quartel a todo custo seja la onde for.
    Por que sera?? Pense nisso.
    Por outro lado, seguem a agenda ptista e a humilhacao com baixos salarios.
    Por que eles nao tem a minima preocupacao com a tropa?
    Vejam o excelente reajuste da pf, portanto dinheiro tem.
    Falta vergonha na cara. Tem q servir oleo de peroba p eles.

  16. O preço do desenvolvimento: implosao de uma regiao do Recife que nao comporta mais tanta gente; derrubada de milhares de arvores e venda das mesmas às madereiras; interrupcao do fluxo de agua potavel pelo aterramento de nascentes de rios. Um crime contra a humanidade.
    Que vão cedo para o RS ou a PB. Nao precisamos de voces.

    1. Recife está há décadas economicamente estagnada, sem investimentos públicos e privados.
      Todo estado está abandonado a própria sorte.
      Tornou-se o principal produtor de maconha da Amérca do Sul, expoente nesse ramo.
      A cidade do livre crime organizado na política e bairros violentos.
      Toda sociedade refém da criminalidade, trafego de carros e motocicletas caótico 25 horas por dia.
      E toda aquela fedentina pela cidade cantada por Chico Science continua, melhor, só piora.
      Não haveria possibilidade de pior escolha, impossível.
      Estado do Ceará está anos luz de Pernambuco na área humana e de desenvolvimento Económico industrial, tecnológico e de Serviços.
      Não tem o menor sentido, covardia comparar as candidaturas de Ponta Grossa e Londrina no Paraná, Santa Maria-RS, John People-PB, ou qualquer outro estado brasileiro.
      Torço que os futuros Alunos estejam a milhões de Km de AraçaGoiaba-PE.

  17. Na minha insignificante opinião o motivo da escolha da nova escola ser no Nordeste é político. Sabemos que a região nordeste é ninho da esquerda brasileira, lugar de domínio e capital político esquerdista. Ao levarmos a nova(Enorme) Escola para lá, talvez, lentamente, quem sabe o povo nordestino passe a cada vez mais assimilar a cultura militar e com isso os seus valores, como acontece na região sul. Torço para que isso aconteça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo