Freios falham e viatura do Exército colide com veículo no Paraná

Viatura Agrale Marruá (imagem ilustrativa

Viatura do Exército se envolve em acidente

Apucarana (PR) – Uma viatura do Exército Brasileiro modelo Agrale/Marruá se envolveu em um acidente em Apucarana, na Estrada da Juruba, na tarde desta terça-feira (26). A Polícia Militar (PM) foi chamada por volta das 15h05.

Conforme a PM, o condutor da viatura contou que estava trafegando do Rio do Cerne sentido ao 30º BIMec quando próximo a uma ponte, num declive acentuado, ao acionar os freios, o flexível teria estourado, não sendo possível reduzir a velocidade ou parar o veículo.

A viatura desceu até uma ponte e acabou atingindo um carro modelo Saveiro. Ainda de acordo com a PM, quando a equipe chegou o condutor da Saveiro não estava mais no local, mas o militar do exército pegou todos os dados necessários do motorista.

A PM realizou o teste do bafômetro que apontou que o militar não havia ingerido bebida alcoólica. A polícia registrou a ocorrência.

Correio de Notícias – Edição: Montedo.com

22 respostas

  1. Tô até vendo, no mínimo o superior soube do acidente com a viatura e ordenou a PM fazer o teste do bafômetro para achar que o erro foi humano e não a falta de manutenção da viatura.

    1. Por isso foi preterido. Fazer o teste etilométrico,
      caso esteja disponível, é procedimento padrão em casos de acidentes envolvendo viaturas de órgãos públicos, justamente para evitar que a outra parte envolvida venha a alegar que o condutor do veículo público estivesse embriagado.

  2. A culpa é do Cmt Gda que deixou a vTr sair sem verificar se estava tudo ok. É sempre essa ladainha com nós praças. Ai quando paramos algum Of Sup ou a Vtr do cmt o militar toma mijada. Malditos Oficiais .

  3. Ou do Chefe da garagem um St com Chcao que ganha mais do que um Cel sem eceme assim disse um St nesse blog. Esse blog devia se chamar comédias mil. E cada um contando vantagem que o contra cheque não deve ter mais margem de tanta PJ e empréstimos.

  4. Pelo amor de Deus, é o fim da picada, a PM fez teste do bafômetro em um motorista militar e ainda que era condutor de uma viatura operacional. Se isso for verdade, Pode mandar fechar esse quartel que onde esse sujeito serve.

  5. No mínimo o oficial de dia do quartel solicitou ao oficial da PM para fazer o teste do bafometro no recruta para ter segurança jurídica e jogar a culpa nos pracinhas…..

  6. Viatura em deslocamento, atividade militar.
    Se o motorista estivesse bebado, seria um crime militar.
    O unico que deve ser punido é o oficial que permitiu o teste do bafômetro em um soldado nosso.
    É muito servilismo.
    Mas a formatura deve ser linda nesse quartel

  7. Está falando besteira! No CBT nao ha Exceções, e so questao jurisdicional! O que tem haver “oficial” permitir! Oficial la anda com bafometro? Caso desse positivo ele estaria sim comentendo um crime de transito dependendo grau acusado no bafometro, e ainda responderia administrativamente.

    1. Nao estou falando besteira meu amigo.
      Sei exatamente o que estou falando. Seja mais educado, por favor.

      O exame de etilômetro interessa à persecução PENAL. Não há necessidade de etilômetro para constatação de embriaguez e respectivas consequências admininistrativas. Juízos indiciários tomados pelo agente de trânsito são suficientes para a multa e medida administrativa. Vide art. 265, parágrafo 2o.

      Para o CRIME, a quantidade de 0,3mg/L de ar aoveolar é elementar do tipo.
      Ocorre que o deslocamento de viatura nessas circunstâncias é atividade militar. a persecucão penal cabe à polícia judiciária militar. Toda a produção probatória pertence ao campo PENAL MILITAR, escapa das atribuições das polícias estaduais. E o etilômetro só é realmente necessário para o campo penal. Agora se a intenção era expor o exército e deixar o subordinado descoberto, quase deu certo. Vcs são bons nisso, a história recente mostra como superaram as demais gerações nesse quesito.

      Para o auto de infração, ato de polícia administrativa, não é necessário o etilômetro. E esse sim, a PM poderia lavrar.

      Por conta de oficiais assim é que até o cachorro mija no corpo da guarda enquanto vocês se tremem de medo para saber se o general gostou da continência. Só medo, medo até da faxina, parecem zeladores preocupados com o pátio e a opinião do chefe.

      Vocês acham que estudaram direito, engenharia e medicina nesse cursinho de corridas polichinelos e fantasias de guerra, ai se acham capazes de dar palpite sobre tudo com um ar de soberba e conhecimento bem clássico de quem estudou por “mementos”. Isso quando não fazem essas faculdades mequetrefes para não pegar mal não ter passado na eceme.

      Por isso que basta olhar os comentários aqui, ninguém mais acredita, todos dão risada e simplesmente esperam a vida passar até a reserva.

      Seja mais sereno em suas palavras e mais humilde. Conselho. E não se iluda, na iniciativa privada vc estaria desempregado, basta ver se seus colegas na reserva arrumam emprego que não seja pttc.

      1. Aprenda a resumir! Querendo mostrar que sabe muito! Rsss Vcs acham que a maioria dos Oficiais so fazem AMAN! A maioria faz outro curso superior, me incluo neste caso! Como sabe se eu estaria desempregado? Vc sabe das minhas qualificacoes? Rsss mas o assunto e outro! Você continuou na tangente, nao deu explicacao tecnica para a nao execucao do teste! Um acidente em uma via publica, local sob fiscalizacao dos agentes de transito! Cabe ressaltar que uma esferas sao completamente independentes! O Policial Pode e deve realizar o teste! Ainda mais neste caso concreto onde o motorista militar bateu em um veiculo parado! A lei e para todos!

        1. Você não é pago Para fazer outro curso superior. Você é bem pago pelos cofres públicos para se dedicar à cavalaria e à linha bélica, seu estudo é a ECEME, se conseguir. Essa é a sua carreira, e a população paga caro por esse combatente que nunca combateu.

          Como sua carreira é dedicação exclusiva, mesmo com um curso superior você nunca terá prática nenhuma (igual sua prática em combate). Por isso para profissionais com curso superior de verdade nos temos os ott os qco os medicos etc, e esses sim agregam algo, pois não são teóricos. Temos também sargentos que estudam com afinco para dar no pé e conseguem prestar um bom assessoramento, longe dessa preguiça mental que você aprendeu na akdmia de ler pouco e apenas mementos e cabrais.

          Oficiais como você nos humilham, expõem nosso exercito ao ridículo, deixam ao desamparo o subordinado, tudo por conta de acharem que estudaram muito na universidade fafifó ou na akdmia, o curso da fantasia e do corridão.

          A resposta técnica está ai em cima. Essa geração sua é a abriu as portas do palácio, desarmados, para os vândalos. Ela acabou com 400 anos de história do nosso exército pois só sabe de formatura e ter medo de tudo… tudo é medo. Medo até do guarda de trânsito dando arrocho no seu soldado. Que falta faz uma cavalaria tendo contato com elementos que reagem a fogo, não?

          Abraços, ninguém dá a mínima para vocês, todos dão risadas e apelidos pelas costas.

          1. Vc provavelmente vive em uma penumbra cinzenta! Só pela maneira como vc fala, percebe-se! Eu tambem pago meus impostos, ajudo a pagar o meu e o seu se for funcionario publico! Se for civil nem sei se vc paga, mas enche a boca pra falar que paga meu salario! Paga e o crlho! Passei em um concurso publico aberto a todos! “MÉRITO” quanto à cursos na carreira, cada um segue uma linha, ha lugar para todos, estou falando tecnicamente, so olhar o Quadro de cargos! Quanto a populacao nao gostar, da risada! Nunca vi isso, olha que frequento e convivo com pessoas de classe media pra alta, so vejo respeito e admiracao! Claro que uma pessoa com jeito de fracassado igual a vc nao tera nunca o respeito de ninguem! Quanto ao assunto em pauta, explicou nada! Se o policial quiser pode e dever realizar o “bafometro” em motristas de viaturas acidentados em “via Publica” e quem se negar sugiro que ele aplique uma multa bem grande no motorista!

  8. Houve um caso assemelhado pelo sul do BR: sugeriu-se culpar o motorista exclusivamente. o Sindicante listou o comando da OM logística por não haver controle de cNH do e desleixo com a aticidade-fim que envolve o bom preparo do quadro de condutores.
    o sindicante manteve a conclusão e não cedeu ao assédio da assessoria jurídica.

    1. Há uma certo entendimento equivocado que o sindicante goza de “plena liberdade” para concluir o que bem entender na sindicancia! Já peguei algumas sindicancias onde o sindicante tira conclusoes da “cabeca”. Totalmente desconectada dos autos! Fica bravo ainda quando a autoridade delegante discorda do relatorio! Lembro que o sindicante pode responder por “tentar” imputar responsabilidade sem provas, inventando “responsabilidades nao previstas em legislacao” conforme vc citou, “ onde esta previsto este tal controle CNH” “desleixo com a atividade fim”? Não conheco o caso concreto, mas este poderia ser um caso onde o sindicante poderia ate responder, para se entender o porque dele ter chegado a essa comclusao bizarra ou ate mal intencionada!

      1. faltou dizer…… o tipo de oficial que desacredita a primeira versão do seu subordinado publicamente, como se toda fatalidade tivesse realmente como consequência alguém a ser punido. Que devemos esperar desse tipo????!

        Freios são sistemas mecânicos que envolvem hidráulica. São sujeitos a falhas mesmo em aeronaves. Ahh deve ter estudado perícia na akadmia, deve saber mais que os peritos da pf ai nem precisa examinar nada para um primeiro palpite responsabilizando o pobre soldado.

        Isso só mostra um pouco do exército dos meninos… ngm acredita nesse conto de fadas, só vocês mesmos. E ficamos aqui rindo até a reserva, queiram vocês ou não, fazendo o mínimo e fingindo que vcs sabem de algo além de corrida de busto nu.

    2. Ao MajCav, em 28 de dezembro de 2023, a partir de 2019 (não abre réplica no post, Cap Montedo):

      1) você sempre sendo grosseiro e acusando os outros de ignorância, muito difícil tratar com gente assim. Sou muito feliz aqui, não faço nada, todo ano repito o calendário de atividades, vida que segue e ganho bem, aguardando a res rem.

      2) uma pena que você não demonstre preocupação, mas ao contrário, mostre desdém pela população que paga esse seu alto salário para você teorizar sobre combate ou teorias de direito que você acha que aprendeu na fafifó. Ainda dá tempo de cair no INSS, basta os representantes do povo brasileiro desejarem.

      3) não há espaço para todo mundo, nem o exército é essa Porta da Esperança onde você
      Pode ser o que quiser, desde que tenha fé. Você é linha bélica, não tem espaço para major QSG de cavalaria, e se você não sabe disso é pq é muito moderno, mas seu espaço sera sendo um problema de QCP para a DCEM. Não tem onde enfiar.

      4) a verdade dói, por isso seu rancor comigo. A verdade doi mais liberta. Perdoo essa sua grosseria, entendo o que é decepcão consigo mesmo.

      5) de novo a história do guarda? Você disse que eu devo “aprender a resumir” e isso explica essa sua falta de compreensão. E está tudo explicado. É que na akdmia e na fafifó é muita corrida, infantilidades e pouca leitura ou raciocínio crítico, estão acostumados com “memento”, “cabral”, e raciocinar é algo muito cansativo. Mas pode acreditar, é aquilo que está naquele cansativo texto de 3 parágrafos…..

      Fique na paz e procure uma religião, Jesus pode te orientar o caminho da paz consigo mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo